Política

Sequestros cometidos pela Coreia do Norte são ‘crimes contra a humanidade’, diz ONU

A comissão especial da ONU sobre direitos humanos entrevistou vítimas, testemunhas e desertores norte-coreanos.

A comissão especial da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre direitos humanos na Coreia do Norte condenou os sequestros de cidadãos japoneses e de outras nacionalidades a mando do governo de Pyongyang, chamando-os de “crimes contra a humanidade”.

Na segunda-feira (18), em Genebra, na Suíça, a comissão divulgou um relatório sobre a situação dos direitos humanos na Coreia do Norte. O documento em questão foi compilado a partir de audiências realizadas em Seul, Tóquio e outras cidades de países diretamente ligados ao assunto.

A comissão da ONU afirmou que 240 entrevistas confidenciais foram conduzidas com vítimas e testemunhas, incluindo desertores norte-coreanos.

As entrevistas em questão sugerem que os sequestros não foram iniciados pelas Forças Armadas da Coreia do Norte, mas, sim, patrocinados pelos líderes em Pyongyang. O relatório revela que mais de cem cidadãos japoneses devem ter sido sequestrados.

O relatório da ONU diz que “os sequestrados são desprovidos das liberdades fundamentais descritas na Declaração Universal dos Direitos Humanos”.

Fonte: NHK News.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.