Joe Biden se reúne com líderes empresariais no Japão

Reunião aconteceu na casa do embaixador dos EUA em Tóquio, onde Joe Biden conversou com empresários do Japão, incluindo o presidente da Toyota.
Joe Biden foi recebido pelo embaixador dos EUA no Japão, Rahm Emanuel, em sua chegada à Base Aérea de Yokota, em Fussa, nos arredores de Tóquio | ©AP/Eugene Hoshiko
©AP/Eugene Hoshiko

Atualizado em 25/05/2022

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chegou ao Japão no domingo (22) em uma viagem que faz parte de seu tour pela Ásia. Segundo a CNN News, o líder da maior potência econômica mundial mal chegou ao país e já se reuniu com os maiores líderes empresariais japoneses.

De acordo com a CNN News, o principal objetivo de Biden nessa viagem é lançar um plano econômico que prevê maior participação dos Estados Unidos no Indo-Pacífico. Contudo, o plano está sendo criticado antes mesmo de ser anunciado porque oferecerá poucos benefícios para países da região.

Na segunda parte de sua primeira viagem à Ásia como presidente, Biden deve se reunir com líderes do Japão, Índia e Austrália, o The Quad, outro pilar de sua estratégia de reação à influência cada vez maior da China.

Logo após chegar ao Japão, Biden se reuniu com líderes empresariais do país, incluindo o presidente da Toyota, na residência do embaixador norte-americano em Tóquio, conforme noticiou a CNN, citando fonte com conhecimento do assunto.

Joe Biden foi recebido pelo embaixador dos EUA no Japão, Rahm Emanuel, em sua chegada à Base Aérea de Yokota, em Fussa, nos arredores de Tóquio | ©AP/Eugene Hoshiko
Joe Biden foi recebido pelo embaixador dos EUA no Japão, Rahm Emanuel, em sua chegada à Base Aérea de Yokota, em Fussa, nos arredores de Tóquio | ©AP/Eugene Hoshiko

Na segunda-feira, ele deve ligar para o imperador japonês Naruhito antes de conversar com o primeiro-ministro do país, Fumio Kishida. Ele e Kishida devem discutir os planos do Japão para expandir as capacidades e alcance do seu Exército em resposta ao poder crescente da China.

No mesmo dia em que chegou ao Japão, Biden foi alvo de um protesto de japoneses, que criticaram os Estados Unidos e o Japão e os acusaram de se unir para iniciar uma guerra com a China.

O objetivo dos Estados Unidos é estreitar os laços de defesa e comerciais com os países que compõe o Quad, inclusive com a apresentação de uma proposta de acordo para intensificar as relações econômicas entre as nações, segundo a CNN.

Biden na Coreia do Sul

Antes de ir para o Japão no domingo, Biden se reuniu com o presidente da Hyundai para comemorar a decisão da gigante automotiva sul-coreana de investir US$ 5,5 bilhões em uma fábrica de veículos elétricos no estado da Geórgia, no sul dos Estados Unidos, de acordo com o site News 18.

Biden também se encontrou com tropas norte-americanas e sul-coreanas ao lado de Yoon, uma programação que um alto funcionário da Casa Branca disse ser capaz de “refletir a natureza verdadeiramente integrada” da aliança econômica e militar dos países.

O líder norte-americano também está enfatizando um aspecto mais amplo, quase existencial de sua viagem, dizendo que a Ásia é um campo de batalha fundamental na “competição entre democracias e autocracias” global.

“Conversamos longamente sobre a necessidade de tornarmos isso maior do que apenas os Estados Unidos, Japão e Coréia, mas todo o Pacífico, Pacífico Sul e Indo-Pacífico. Acho que é uma oportunidade”, disse Biden após conhecer Yoon.

Contudo, o ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, afirmou no domingo que o envolvimento regional dos EUA era “em essência uma estratégia de criar divisão, incitar o confronto e minar a paz”, segundo a mídia estatal Xinhua.

“Não importa como seja embalado ou disfarçado, inevitavelmente falhará no final”, disse ele.

Embora a China seja o principal rival dos EUA na luta regional da Ásia, Biden ilustrou o desafio agudo da Rússia quando assinou uma conta de ajuda de US$ 40 bilhões no sábado para ajudar a Ucrânia a combater a invasão das forças de Moscou, conforme noticiou o News18.

== Mundo-Nipo (MN)

Total
5
Shares
Previous Article
Terremoto de 6.0 atinge a costa nordeste do Japão em 22/05/2022 | Reprodução / JMA

Terremoto de magnitude 6,0 abala ampla área no Japão

Next Article
Disparo de mísseis da Coreia do Norte | Foto: Arquivo/KCNA

Coreia do Norte dispara mísseis logo após Biden deixar o Japão

Related Posts