Política

Tóquio protesta contra visita de premiê russo a ilhas disputadas no norte do Japão

Medvedev disse que os protestos do Japão não iriam impedir novas visitas a ilhas denominadas pelo Japão como Territórios do Norte.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agências

O governo japonês apresentou neste sábado (22) um protesto formal contra a visita do primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, a uma das quatro ilhas disputadas do Pacífico e exigidas pelo Japão desde sua anexação ao fim da Segunda Guerra Mundial, o que tem causado tensões nas relações entre os dois países.

A disputa de sete décadas sobre o território, que é rico em recursos, poderia trazer um retrocesso nos esforços do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, de cortejar a Rússia e manter a porta aberta ao diálogo, apesar da crise na Ucrânia, conforme noticiou a agência de notícias “Kyodo”.

As ilhas são conhecidas na Rússia como Curilas do Sul (ou Kuril) e denominadas pelo Japão como Territórios do Norte, localizadas ao largo da costa de Hokkaido, no extremo norte do Japão. A Rússia tomou o controle delas nos últimos dias da Segunda Guerra Mundial, e a disputa impede os dois países de assinar um tratado de paz desde então.

Medvedev pousou nesta manhã em Iturup, uma das quatro ilhas que compõem o arquipélago. A visita do primeiro-ministro começou com uma inspeção do aeroporto de Iturup, que abriu em setembro, informou um comunicado publicado no site do governo russo e noticiado pela agência de notícias “AFP”.

Depois de Medvedev visitar a ilha Iturup, o funcionário do Ministério das Relações Exteriores japonês, Hajime Hayashi, apresentou o protesto ao embaixador russo para o Japão, Evgeny Afanasiev, por telefone, segundo o ministério.

O ministro das Relações Exteriores japonês, Fumio Kishida, vai atrasar uma visita à Rússia prevista para o final de agosto, informou o jornal Nikkei, sem dar mais detalhes.

O Japão esperava uma visita, neste ano, do presidente russo, Vladimir Putin, para negociações de cúpula com Abe, de acordo com a “Kyodo”. “Na ilha, Medvedev disse que a atitude do Japão não iria impedir novas visitas”, destaca a agência japonesa.

“Nossa posição é simples: queremos ser amigos do Japão, o Japão é o nosso vizinho. Temos uma boa postura com o Japão, mas isso não deve estar ligado de forma alguma com as ilhas Kurilas, que fazem parte da Federação Russa”, disse. “Por isso, fizemos visitas, estamos visitando e vamos fazer visitas a Kurilas”, declarou.

Medvedev enfatizou planos de desenvolvimento econômico para uma região potencialmente rica em petróleo e gás e convidou investidores estrangeiros, de acordo com a “Reuters”.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •