Política

Japão cogita exportar armas para países envolvidos em conflitos internacionais

Abe acredita que as exportações de armas irão ajudar a aumentar os laços de segurança do Japão com seus aliados.

Do Mundo-Nipo

Shinzo Abe 002 (Foto: Nippon News)

Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão (Foto: Nippon News)

O Japão pretende aliviar suas restrições autoimpostas sobre exportações de armas por não descartar a venda para nações envolvidas em conflitos internacionais, sinalizando uma grande mudança em sua política tradicional.

Segundo a agência Kyodo, os críticos advertem que a mudança pode prejudicar a postura pacifista do Japão após a Segunda Guerra Mundial, bem como pavimentar o caminho para armas e tecnologia de fabricação japonesa sendo utilizadas em conflitos globais.

A mudança prevista pode ser refletida nas novas diretrizes de exportação do Japão, que deve ser revista sob o governo do premiê Shinzo Abe.

Abe acredita que as exportações de armas irão ajudar a aumentar os laços de segurança do Japão com seus aliados.

Do Mundo-Nipo com agência Kyodo.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.