Política

Japão vai reforçar defesa aérea contra aviões chineses

Foi a primeira vez que quatro aviões chineses voaram entre Okinawa e Miyako durante três dias consecutivos.

Do Mundo-Nipo

 (Foto: AFLO)

(Foto: AFLO)

O ministro da Defesa do Japão, Itsunori Onodera, declarou nesta terça-feira que vai reforçar as atividades de segurança e monitoramento contra aviões chineses.

No domingo (27), quatro aviões chineses, incluindo bombardeiros, sobrevoaram uma área entre a ilha principal de Okinawa e a Ilha Miyako, pelo terceiro dia consecutivo.

Os aviões da China fizeram voos de ida e volta pelo Oceano Pacífico, sem violar o espaço aéreo japonês. Mas a Força Aérea de Autodefesa do Japão colocou caças em posição de resposta.

Onedera disse nesta terça-feira que foi a primeira vez que quatro aviões chineses voaram entre Okinawa e Miyako durante três dias consecutivos.

O ministro disse que os voos podem ser reconhecidos como evidência de que a China está expandindo suas atividades em mar aberto.

Ele afirmou que os próprios voos não violam o direito internacional, mas que o Japão precisa intensificar sua defesa aérea sobre as ilhas do sudoeste do país, em resposta ao crescimento das atividades da China.

As informações são da rede NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.