Sociedade

Japão sobe 61 posições em ranking global de felicidade

Além de Japão, Brasil também subiu no ranking ‘World Happiness Report 2015’, compilado pela SDSN com apoio da ONU.

Do Mundo-Nipo

O Japão subiu 61 posições e chegou ao 46º lugar no ranking de felicidade divulgado pela Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN, na sigla em inglês), uma iniciativa da ONU.

De acordo com o World Happiness Report 2015, país mais feliz do mundo é a Suíça, seguida por Islândia e Dinamarca. Já o país mais triste é Ruanda, que sofreu com um genocídio nos anos 1990. A Síria, assolada por uma guerra civil, também está entre os menos felizes, assim como Togo, Burundi e Benin.

O índice considerou 158 países com base em dados do instituto de pesquisa Gallup. O ranking é baseado no quanto as pessoas se consideram felizes, mas ele estima também o quanto dessa felicidade se deve a variáveis como PIB per capita, expectativa de vida, níveis de corrupção e liberdades individuais. A expectativa de vida, sensação de satisfação e tolerância social também foram critérios de avaliação.

O Brasil subiu oito posições e chegou ao 16º lugar. Contaram a favor do país a expectativa de vida e o apoio social (que significa ter com quem contar em situações problemáticas).

Já o Japão saltou 61 posições desde a última pesquisa, ocupando a 46ª posição. O relatório destacou que “o apoio social durante a crise pós-desastre, gerada pelo terremoto em março de 2011, contribuiu para aumentar a confiança e, consequentemente, a felicidade entre os japoneses”. A crise impulsionou as pessoas a acalentar os afetados, dependentes de ajuda para reconstruir suas vidas, o que mostra que a cooperação mútua e a satisfação de sentir-se útil podem elevar o grau de felicidade de um indivíduo.

O objetivo do ranking é influenciar em políticas públicas. “Cada vez mais a felicidade é considerada uma medida adequada de progresso social e um objetivo da política pública”, diz o relatório.

“Um número cada vez maior de governos nacionais e locais estão usando dados sobre felicidade na busca por políticas que possam permitir que as pessoas tenham uma vida melhor”.

O SDSN é composto por integrantes do meio acadêmico, de governos e do setor privado. O primeiro relatório foi lançado em 2012.

Veja os dez primeiros colocados, incluindo dados de Japão e Brasil:

1º Suíça
Pontos: 7.587

2º Islândia
Pontos: 7.561

3º Dinamarca
Pontos: 7.527

4º Noruega
Pontos: 7.522

5º Canadá
Pontos: 7.427

6º Finlândia
Pontos: 7.406

7º Holanda
Pontos: 7.378

8º Suécia
Pontos: 7.364

9º Nova Zelândia
Pontos: 7.286

10º Austrália
Pontos: 7.284

16º Brasil
Pontos: 6.983

46º Japão
Pontos: 5.987

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.