Sociedade

Mais de 6 mil professores puniram alunos fisicamente no ano letivo de 2012, diz governo japonês

O número de alunos castigados fisicamente, a nível nacional, em escolas municipais e particulares, atingiu o recorde de 14.208.

Do Mundo-Nipo

Uma pesquisa do governo japonês revelou que 6.721 professores, do ensino fundamental até o médio, puniram fisicamente seus alunos durante o ano letivo de 2012, findado em março de 2013.

 

Estudantes no Japão (Foto: Aflo Images)

O resultado deste ano é cerca de 13,4 vezes maior se comparado com os dados do ano letivo anterior (Foto: Aflo Images)

 

De acordo com os dados do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia, o número de alunos castigados fisicamente, a nível nacional, em escolas municipais e particulares, atingiu o recorde de 14.208 durante o ano letivo de 2012.

O número de escolas em que tal punição foi relatada tanto por estudantes ou professores somaram 4.152, ou seja, um em cada nove escolas do país.

O resultado deste ano é cerca de 13,4 vezes maior se comparado com os dados do ano letivo de 2011, findados em março de 2012. Embora a pesquisa anterior tenha abrangido apenas escolas nacionais e municipais, resultou na exoneração de 404 professores.

O uso da disciplina física veio a inquérito público depois que um estudante do ensino médio, de 17 anos, suicidou-se em dezembro passado, na província de Ozaka. O incidente aconteceu após o aluno ter sido punido fisicamente por seu treinador de basquete, que também era um professor de educação física.

No rescaldo do suicídio, as escolas japonesas foram orientadas a realizar sérias audiências com seus alunos sobre o uso de punição corporal, disse o ministério.

“As escolas têm vindo a denunciar casos de castigo físico para o nosso ministério de forma mais rigorosa, incluindo, até mesmo, punições que eles pensavam ser insignificantes e que deveriam ser toleradas. Nós gostaríamos de instruí-los a tomar medidas para impedir que incidentes como o que aconteceu em Osaka [suicídio] não se repitam”, disse o ministério após divulgar, na última sexta-feira, os dados da pesquisa.

As informações são da agência Kyodo – Todos os direitos reservados.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta