Sociedade

Casos de pedofilia crescem no Japão com ajuda de aplicativos de smartphones

Nos primeiros seis meses deste ano, 117 pessoas com idade inferior a 18 anos foram vítimas de crimes sexuais.

Do Mundo-Nipo

A polícia japonesa informou nesta quinta-feira que mais casos de pedofilia estão ocorrendo no Japão através do uso de aplicativos de smartphones que permitem falar e enviar mensagens gratuitamente.

A Agência Nacional de Polícia informou que nos primeiros seis meses deste ano, 117 pessoas com idade inferior a 18 anos foram vítimas de crimes sexuais. O número é triplamente maior que o registrado em todo o ano anterior.

Vários aplicativos de comunicação livres para smartphones estão se tornando disponíveis, incluindo o aplicativo “Line“, que conta com ais de 200 milhões de usuários registrados no mundo.

Através de um ID, o usuário do aplicativo pode se comunicar com outros usuários sem transmitir seu nome ou número de telefone. Mas o método levou jovens a revelar casualmente seus IDs em quadros de avisos na internet, alguns dos quais sendo usados para oferecer oportunidades de namoro.

Todos as 117 vítimas tornaram-se alvos de crimes sexuais depois de revelarem seus IDs em tais quadros de avisos online.

A polícia tenta contornar a situação, mas diz que é difícil controlar tais quadros. As autoridades vão solicitar as empresas responsáveis pelos aplicativos que bloqueiem os IDs de menores.

As informações são da rede NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.