Sociedade

Japão critica charge francesa relacionando crise em Fukushima com olimpíadas em Tóquio

Yoshihide Suga disse que o Japão irá endereçar uma mensagem oficial de protesto à publicação através da embaixada do Japão em Paris.

Do Mundo-Nipo

O governo japonês criticou, nesta quinta-feira (12), um jornal semanal francês pela publicação de uma charge que satiriza a escolha de Tóquio como sede dos Jogos Olímpicos de 2020 em meio à crise nuclear no país.

 

Charge francesa satirizando olimpíadas em Tóquio em meia a crise nuclear no Japão (Imagem: Le Canard Enchaîné/Reprodução)

Charge francesa satirizando olimpíadas em Tóquio em meia a crise nuclear no Japão (Imagem: Le Canard Enchaîné/Reprodução)

 

A charge, publicada na quarta-feira (11) pelo jornal “Le Canard Enchaîné”, que é conhecido por suas sátiras, relaciona a escolha de Tóquio como sede das Olimpíadas de 2020 a catástrofe nuclear em Fukushima.

Na charge, há dois juízes sentados do lado de fora do ringue de sumô, ambos usando máscaras de proteção e assistindo ao combate entre dois lutadores, com um deles possuindo três braços, enquanto o outro, três pernas.

A imagem exibe ainda a danificada usina como pano de fundo e um apresentador usando roupa de proteção contra radiação, agradecendo a Fukushima pelo fato de o sumô ter sido escolhido como modalidade olímpica – algo um tanto sem propósito.

Na quarta-feira (11), logo após a repercussão negativa da charge, o jornal tentou se explicar, afirmando que a imagem expressa um sentimento de surpresa perante a escolha de Tóquio como sede das Olimpíadas de 2020, uma vez que a situação na usina Fukushima Daichii ainda precisa ser controlada.

O periódico disse também que as charges não objetivavam magoar os sentimentos dos japoneses.

“Este tipo de caricatura magoa as vítimas da catástrofe de 11 de março de 2011 e veicula informações falsas sobre a real situação na usina nuclear em Fukushima, como também em todo país. Isso é algo extremamente lamentável”, afirmou Yoshihide Suga, porta-voz e secretário-chefe do gabinete japonês.

Yoshihide Suga disse ainda que o país irá endereçar uma mensagem oficial de protesto à publicação através da embaixada do Japão em Paris.

“A diplomacia japonesa deve dar explicações acerca da situação em Fukushima para que não sejam dadas informações incorretas sobre o Japão”, destacou o porta-voz.

As informações são da NHK News da agência Kyodo.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.