Sociedade

Casal imperial visita áreas radioativas em Fukushima

O casal visitou uma fábrica em Iitate e uma escola temporária em Kawamata.

Do Mundo-Nipo

Casal imperial na JR Tokyo Station (Foto: Kyodo)

O casal imperial na JR Tokyo Stationem, nesta segunda-feira, antes de embarcar para visitar a província de Fukushima (Foto: Kyodo)

O imperador Akihito e a imperatriz Michiko visitaram nesta segunda-feira (22) algumas áreas atingidas pela radiação na província de Fukushima e se reuniram com pessoas que ainda sofrem as consequências do acidente nuclear na usina Fukushima Daiichi, provocado pelo terremoto e tsunami em março 2011, informou a agência Kyodo.

Durante a terceira visita à província desde o desastre, o casal imperial visitou pela primeira vez uma fábrica de peças para maquinários de precisão no município de Iitate, onde o acesso ainda se encontra restringido, mas somente para pernoite, devido aos elevados níveis de radiação, já que o município está localizado a cerca de 40 quilômetros a noroeste da danificada usina de Fukushima.

O casal foi atencioso com todos e até conversou com alguns funcionários da fábrica. Palavras de encorajamento e de esperança foram oferecidas pelo casal, que ouviu atentamente a história de Teruki Nishi, um antigo funcionário que trabalha na fábrica a 22 anos e foi forçado a abandonar seu lar após a tragédia na usina nuclear em Fukushima, que desencadeou a pior crise nuclear desde Chernobyl.

“Esperamos que todos sejam capazes de voltar aos seus lares em breve”, disse o Imperador, de acordo com a agência Kyodo.

 

Casal imperial visita Fukushima em 22 de julho (Foto: Kyodo)

Na foto à esquerda, o casal na visita a fábrica em Iitate e na foto à direita, na visita a escola temporária em Kawamata (Foto: Kyodo)

 

O casal também visitou uma escola temporária, instalada na cidade de Kawamata, para a qual foram transferidos alunos e professores em consequência da crise nuclear.

Segundo a Agência da Casa Imperial, Akihito, de 79 anos, e Michiko, de 78 anos, estão programados para visitar uma plantação de pêssegos na cidade de Kori, onde as vendas de produtos agrícolas sofreram forte queda por temor à contaminação radioativa.

As informações são da agência Kyodo.

 

Para saber mais sobre Sociedade, clique em mundo-nipo.com/sociedade. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.