Sociedade

Pais pedem indenização após filho se suicidar por sofrer ‘bullying’ no Japão

Além de três alunos, os pais estão processando os professores que não tomaram nenhuma providência mesmo cientes dos maus-tratos ao adolescente.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com agências de mercado

A família de um estudante japonês que cometeu suicídio por sofrer bullying está processando três alunos e professores, incluindo a própria instituição de ensino onde o adolescente estudava, em Kawanishi, na prefeitura de Hyogo, exigindo deles uma indenização no valor de 88 milhões de ienes, o equivalente à R$ 1,993 milhão, informou a imprensa local.

Segundo o jornal ‘The Asahi Shimbun’, os pais relataram que o filho tinha 17 anos quando se suicidou em seu próprio quarto em setembro do ano passado. Na época, o rapaz cursava o segundo ano do ensino médio e vinha sofrendo maus-tratos de alguns colegas de classe desde abril.

De acordo com processo, que foi aberto no Tribunal Superior de Kobe, na capital de Hyogo, o estudante sofreu maus-tratos no decorrer de seis meses seguidos, de abril a setembro de 2012. O processo diz ainda que o estudante era chamado de “mushi”, que quer dizer inseto em japonês, e sempre encontrava mariposas mortas em sua mesa e cadeira, além de quase ser obrigado a comê-las.

O processo envolve três alunos que teriam sido responsáveis pelo “ijime” (bullying) e professores que, segundo os pais, vivenciaram os maus-tratos e não tomaram nenhuma providência.

Curiosamente, a instituição de ensino em questão não argumentou uma defesa, ao contrário, disse que tinha informações sobre os maus-tratos e admitiu não ter adotado medidas adequadas.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta