Tecnologia

Japão iniciará testes de sistema de compras e saques por impressão digital

Scanner estão sendo instalados nas lojas conveniadas ao sistema, todas localizadas em áreas populares entre os turistas estrangeiros.

A partir do próximo verão japonês o governo vai testar um sistema em que os turistas estrangeiros serão capazes de realizar comprar em lojas e sacar dinheiro usando apenas suas impressões digitais. O sistema, no entanto, não visa substituir os velhos cartões de créditos e o dinheiro, mas sim “fornecer uma opção de compra mais segura tanto aos turistas estrangeiros com aos cidadãos japoneses”, informou o jornal japonês ‘Yomiuri’.

Segundo a publicação, a iniciativa faz parte das novas tecnologias que o país pretende implantar para os Jogos Olímpicos de 2020, que serão realizados em Tóquio.

O governo espera aumentar o número de turistas estrangeiros usando o novo sistema, que visa prevenir o crime e aliviar os usuários da necessidade de carregar dinheiro ou cartões de crédito.

A ideia do governo é disponibilizar o serviço assim que os turistas chegarem aos aeroportos do país, onde poderão fazer um cadastro para ter acesso ao sistema, que inclui registrar as impressões digitais e fornecer dados dos cartões de créditos. Além dos aeroportos, haverá outros locais onde será possível se cadastrar no novo sistema.

Sistema japonês de pagamento por impressão digital (Foto: Reprodução/Yomiuri)

Uma vez cadastrado, o turista então terá acesso a benefícios, como isenção de impostos, além de poder fazer compras usando apenas os “dedos”. Segundo o governo, um dispositivo especial, provavelmente um scanner, está sendo instalados nas lojas conveniadas ao sistema.

Inicialmente, um total de 300 estabelecimentos comerciais, como lojas de souvenir, restaurantes, hotéis, entre outros comércios, vão participar da experiência, todos localizados em áreas populares entre os turistas estrangeiros, como Hakone, Kamakura, Yugawara, na província de Kanagawa, em Kanto (leste), e Atami, na província de Shizuoka, na região de Chubu (centro).

O governo planeja expandir gradualmente o experimento na próxima primavera, em vista de cobrir o máximo de áreas, incluindo locais turísticos na região de Tohoku (nordeste) e distritos urbanos em Nagoya.

A ideia é introduzir o sistema em todo o país até o início dos Jogos Olímpicos na capital japonesa, em 2020, ano em que o governo espera que número anual de turistas estrangeiros chegue a 40 milhões.

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta