Tecnologia

Trem japonês Maglev bate recorde mundial de velocidade ao atingir 590 km/h

O trem de levitação magnética da JR Central atingiu a incrível velocidade de 590 km/h durante testes realizados hoje em Yamanashi.

Do Mundo-Nipo com Agências

Um trem Maglev (magnetic levitation) de fabricação japonesa bateu o recorde mundial de velocidade para este tipo de veículos ao atingir 590 km/h em um percurso experimental nesta quinta-feira (16), informou a companhia ferroviária japonesa JR Central.

O recorde anterior, registrado por um trem com motorista, era de 581 km/h, marca alcançada por outro trem de levitação magnética da JR Central, em dezembro de 2003. O novo recorde de 590 km/h foi estabelecido pelo mais recente modelo Maglev da linha de testes da JR Central, situada em Yamanashi, no centro do Japão, segundo explicou a companhia em comunicado.

Esse último modelo percorreu mais de um milhão de quilômetros em sua atual fase de testes, segundo detalhou a companhia, que prevê abrir em 2027 a primeira linha operada por um trem de levitação magnética no Japão.

A linha “ultra veloz” ligará as cidades de Tóquio e Nagoya, leste e centro do Japão, respectivamente. Esta linha contará com cerca seis estações, que já estão sendo construídas desde outubro do ano passado, após receber o sinal verde do Executivo japonês.

O Maglev será capaz de percorrer este trajeto de 286 quilômetros em cerca de 40 minutos, menos da metade do tempo que demora o serviço de alta velocidade Shinkansen (trem bala), que faz o trajeto em 88 minutos.

Os trens Maglev funcionam através de um sistema de levitação magnética que usa motores lineares instalados perto dos trilhos. O campo magnético permite que o trem se eleve até 10 centímetros acima dos trilhos, o que elimina o contato e deixa o ar como único elemento de rolamento, favorecendo assim a velocidade.

O projeto terá um custo estimado de 9 trilhões de ienes, segundo a companhia.

(Com informações das agências EFE e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.