Sociedade Tecnologia

Japão aposta em cemitérios high-tech para lidar com a falta de espaço

A falta de espaço é um problema que tem afetado os japoneses tanto na vida como na morte.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Atualizado em 22/08/2015 – 14h07


Do Mundo-Nipo

Há tempos que os japoneses têm procurado alternativas para lidar com a crescente falta de espaço, um problema que os têm afetado tanto na vida como na morte.

Tóquio é uma das maiores metrópoles do mundo, com uma população de cerca de 36 milhões de pessoas. Conseguir um espaço para enterrar um ente querido não é uma tarefa simples, tendo em vista que os cemitérios tradicionais japoneses encontram-se no limite.

Segundo o jornal Asahi, o problema vem se intensificando porque o êxodo rural tem superlotado as grandes cidades do país. Em Tóquio e Osaka, por exemplo, não há terreno disponível para construção de novas instalações do tipo, já que os cemitérios tradicionais necessitam de áreas extensas, além de ser caros.

Um enterro tradicional na capital japonesa pode custar uma pequena fortuna. No cemitério Aoyama, por exemplo, uma sepultura pode passar de US$ 100 mil (cerca de R$ 300 mil), conforme relata uma publicação do G1.

O problema tem levado os japoneses a procurar alternativas para o enterro de entes queridos, e uma delas é o uso da tecnologia. Um exemplo disso é o prédio Shinjuku Rurikoin Byakurengedo, um ossário de vários andares projetado por Kiyoshi Takeyama.

O prédio usa uma tecnologia avançada de automação, desenvolvida pela Toyota, para facilitar o armazenamento e o acesso às pequenas urnas que guardam os restos mortais.

Prédio Shinjuku Rurikoin Byakurengedo (Foto: Noriko Hayashi/PANOS)

Prédio Shinjuku Rurikoin Byakurengedo (Foto: Noriko Hayashi/PANOS)

Enquanto isso, um projeto denominado Stairway to Heaven, do fotógrafo Noriko Hayashi, explora a forma como o Japão lida com a falta de espaço. O projeto é parte da série criada pela Sony Global Imaging Ambassadors, o Futuro das Cidades, que contou com uma exposição na Somerset House de Londres, em maio deste ano.

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •