Internet

Novo serviço do Facebook permite usuário avisar que está bem após desastres

Chamada de Safety Check, a ferramenta foi inspirada no terremoto em março de 2011 no Japão.

Do Mundo-Nipo

O Facebook colocou em funcionamento um serviço que permite o usuário avisar parentes e amigos que passa bem após um desastre ter acontecido. Chamada de Safety Check, a ferramenta foi inspirada após o terremoto e tsunami que devastaram o nordeste do Japão em março de 2011, quando as pessoas recorreram à tecnologia e às redes sociais para se certificar que seus conhecidos estavam bem.

Facebook Safety Check (Imagem: Reprodução/Facebook)   

Facebook Safety Check (Imagem: Reprodução/Facebook)

 

Liberado na quarta-feira (15), o Safety Check (Verificação de Segurança) é uma nova ferramenta que funciona tanto em aplicativos para iOS e Android quanto na versão da rede social para desktop.

Quando o App estiver em funcionamento e um desastre acontecer, os usuários do Facebook que estiverem na área afetada receberão uma notificação da rede social questionando se estão a salvo, permitindo o usuário notificar rapidamente familiares e amigos no Facebook sobre onde e como está após acontecer uma emergência, catástrofe ou desastre natural.

Segundo a empresa, a localização poderá ser determinada de três formas: pelo sistema de geolocalização próprio do app; pelo último “checkin” no serviço “Nearby Friends”, que indica os amigos por perto; ou pela cidade em que o usuário se conectou à internet pela última vez. Caso a localização esteja errada, é possível desfazer o mal-entendido.

Se não estiver em risco, o usuário pode selecionar a opção “Eu estou seguro”. Amigos que tiverem notícias sobre a situação dele também podem assegurar se a pessoa está bem. As pessoas que tiverem amigos no local receberão avisos sobre a situação deles.

A ferramenta foi criada após o tsunami no Japão que, em 2011, afetou mais de 12,5 milhões de pessoas afetadas e fez mais de 400 mil pessoas deixarem suas casas. “Durante a crise nós vimos como as pessoas usaram a tecnologia e as mídias sociais para se conectar com aquelas com quem se importavam”, afirmou Naomi Gleit, vice-presidente de produto do Facebook, em comunicado.

Um ano mais tarde, os engenheiros do Facebook no Japão criaram um painel de mensagens sobre o desastre e o colocaram em teste. O projeto evoluiu conforme mais desastres ocorreram e mais pessoas recorreram e se transformou no “Safety Check”.

Fontes: Jornal online ‘O Globo’ / Revista online ‘Exame’ da Editora Abril. 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta