Variedades

5º Festival do Japão em SC acontece no Museu Histórico em agosto

Museu Histórico de Santa Catarina | Foto: Arquivo / Mafalda Press

O Tanabata Matsuri em SC terá gastronomia, shows de dança, de música, concursos, artesanatos, apresentações, oficinas e muito mais. A entrada é gratuita.

O Museu Histórico de Santa Catarina, no Centro de Florianópolis, será o palco do 5º Festival do Japão do estado catarinense, que acontecerá nos dias 3 e 4 de agosto.

O Tanabata Matsuri – Festival da Estrelas terá comidas típicas, artesanatos, cerâmicas, produtos japoneses, apresentações e oficinas, e será nos jardins do museu. A entrada é gratuita.

No evento estão previstos taikô (tambores japoneses), matsuridance (dança pop japonesa), karaokê e animekê, origami (dobradura em papel), mangá (desenho), kirigami (cortes em papel), bordado sashiki, shodo (escrita japonesa em pincel), kitsuke (vestir kimono), bonsai (cultivo de árvores em pequenos vasos), artes marciais, entre outros.

O evento é promovido pela Associação Nipo-Catarinense e Consulado Geral do Japão em Curitiba (PR), com apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e da prefeitura da capital.

Serviço

5º Festival do Japão de Santa Catarina – Tanabata Matsuri
Local: Museu Histórico de Santa Catarina – Localizado no Palácio Cruz e Sousa
Endereço: Praça XV de novembro – Centro – Florianópolis
Datas e horários: 3 e 4 de agosto de 2019, das 10h às 17h
Ingresso: Entrada gratuita

Tanabata Matsuri no Japão

O sétimo dia do sétimo mês do ano é o dia de celebrar o Festival das Estrelas, ou Tanabata Matsuri. É um dia de celebração folclórica e que, na verdade, se estende até o mês seguinte pelo território japonês. São festas que acontecem nas ruas, com barracas de brincadeiras e comidas, decoração feita com papéis coloridos e com bambus altos onde se penduram tanzakus (tiras de papéis em que se escrevem pedidos).

De acordo com a lenda, que tem origem na China (festival de Qixi), a bela Orihime (estrela Vega) era uma princesa tecelã que vivia perto de Amanogawa (Rio do Céu). Mas ela vivia triste por trabalhar demais e não ter tempo de se apaixonar. Seu pai, preocupado, apresentou-lhe Kengyu (Pastor do Gado), também nomeado Hikoboshi e estrela Altair.

Os dois se apaixonaram à primeira vista, se casaram e começaram a deixar seus afazeres de lado. O pai de Orihime, o Senhor Celestial, ficou furioso e decidiu separá-los em margens opostas de Amanogawa.

Orihime ficou triste novamente e seu pai decidiu permitir que o casal se reencontrasse uma vez ao ano, no sétimo dia do sétimo mês lunar, desde que cumprissem com suas obrigações satisfatoriamente – talvez por essa razão, iniciou-se a tradição de fazer pedidos neste dia.

Nos antigos Festivais das Estrelas, as pessoas geralmente pediam pelo desenvolvimento de suas habilidades, escreviam em uma tira longa de papel (tanzaku) e a penduravam bem alto em varas de bambu.

Porém, a lenda diz que se chover no sétimo dia do sétimo mês, o rio que separa as estrelas inunda e Hikoboshi e Orihime não conseguem se encontrar.

Hoje em dia, os pedidos dos tanzakus são diversos e expressam a esperança e anseios para o futuro.

Estes pedidos são enviados aos príncipes Orihime e Kengyu, ou estrelas Veja e Altair, através da fumaça da queima dos Tanzakus durante uma cerimônia que ocorre no final da comemoração do Tanabata Matsuri.

As cores dos papéis do Tanzaku têm o seu significado

Branco: Paz
Rosa: Amor
Verde: Esperança
Vermelho: Paixão
Azul: Proteção dos Céus
Amarelo: Dinheiro

Escolha uma ou mais tiras de papel, escreva o seu pedido e pendure nos sassadakes para que Orihime e Kengyu atenda o seu desejo e, assim, eles possam encontrar-se mais uma vez depois de um longo ano.

Veja, abaixo, letra da música tradicional do Tanabata
(em japonês e português)

笹の葉さらさら (Japonês) | Sasanoyo sarasara (Romaji)
ささのは さらさら | Sasa no ha sara-sara
のきばに ゆれる | Nokiba ni yureru
お星さま きらきら | Ohoshi-sama kira-kira
きんぎん すなご | Kingin sunago
ごしきの たんざく | Goshiki no tanzaku
わたしが かいた | watashi ga kaita
お星さま きらきら | Ohoshi-sama kirakira
空から 見てる | sora kara miteru

O som das folhas de bambu (Português)
Folhas de bambu a sussurrar
suas folhas a balançar.
Estrelinhas a brilhar
grãos de ouro e de prata.
Tiras de papel de cinco cores
eu mesmo(a) que escrevi.
Estrelinhas a brilhar
Eles veem lá do céu.