Ciência e Saúde

Especialistas do governo japonês dão sinal verde a ‘cultivo’ de órgãos humanos em animais

Os especialistas disseram que a reprodução de órgãos em animais contribuirá para o desenvolvimento da medicina.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Um painel de especialistas do governo japonês disse nesta quinta-feira (1) que o uso de células-tronco para “cultivar” órgãos humanos em animais deve ser permitido, apesar de a prática ser proibida por razões éticas, informou nesta quinta-feira (1) a rede ‘NHK Worlds.

O painel, formado por especialistas em medicina reprodutiva e em bioética, foi convocado a pedido do governo japonês no mês passado. Eles se reuniram nesta quinta-feira para discutir os parâmetros para a pesquisa e disseram que os cientistas possuem habilidades para reproduzir órgãos específicos, e que o trabalho contribuirá para o desenvolvimento da medicina.

O objetivo é criar um embrião “quimérico” no útero de uma porca e observar o seu desenvolvimento, ao longo do crescimento do animal, de um órgão humano funcional, como um fígado ou rim.

O painel foi convocado não só para esclarecer os benefícios e indicar se o cultivo é realmente passível de bons resultados, mas também para avaliar quais as possibilidades que esse tipo de pesquisa pode gerar, levando em conta fatores essenciais como a ética e a dignidade humana.

Embora tenham afirmado que o “cultivo de órgãos” em suínos venha a ser uma grande contribuição para a medicina, os especialistas concordaram em colocar restrições na produção de esperma humano em experimentos do tipo. Eles também disseram que o governo deve formar um sistema individual de monitoramento para cada experimento que for realizado no país.

Esse embrião será formado pelo óvulo de uma porca e por uma célula-tronco pluripotente induzida, as chamadas células iPS, que se formará a partir de células adultas induzidas a um estado quase embrionário, para que logo tenham a capacidade de se diferenciar e dar lugar a todos os tipos de tecidos, disse Hiromitsu Nakauchi, coordenador da equipe de cientistas da Universidade de Tóquio, e que planteia produzir esse embrião “quimérico”.

“Os suínos têm órgãos parecidos com os dos seres humanos”, explicou Nakauchi a jornalistas no mês passado. “Temos usado muito esses animais na medicina, razão pela qual já são considerados aceitáveis pelo corpo humano”, concluiu o cientista.

As autoridades do governo estão definidas para rever as diretrizes atuais sobre a medicina regenerativa logo assim que o relatório do painel for concluído.

 

Para saber mais sobre Ciência e Bem-Estar, clique em mundo-nipo.com/ciencia-e-bem-estar. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta