Economia Notícias

Confiança do consumidor no Japão cai pelo 2º mês seguido

©Asahi

Índice caiu 2,2 pontos, 4ª maior queda em 8 anos, o que levou o governo a avaliar que o sentimento do consumidor está “enfraquecendo”.

A confiança do consumidor japonês piorou em janeiro, mês em que registrou retração pelo segundo mês consecutivo, em meio ao segundo estado de emergência declarado pelo governo para combater a pandemia do coronavírus, informou a Kyodo News, site aberto da agência Kyodo.

O índice dessazonalizado de sentimento das famílias constituídas por duas ou mais pessoas caiu 2,2 pontos em relação ao mês anterior, situando-se em 29,6, de acordo com o relatório divulgado esta semana pelo Gabinete do Governo do Japão.

Trata-se do segundo mês consecutivo de retração, após o descenso de 1,9 ponto em dezembro. Além disso, a leitura negativa de 2,2 pontos foi a quarta maior queda desde que dados comparáveis ​​foram disponibilizados em abril de 2013, disse o escritório, acrescentando que rebaixou sua avaliação básica, observando que o sentimento do consumidor está “enfraquecendo”. O escritório disse em dezembro que o sentimento estava “parando”.

Estado de emergência

Com o país enfrentando sua terceira onda de infecções pela Covid-19 desde meados de novembro, o primeiro-ministro Yoshihide Suga se viu obrigado a declarar um segundo estado de emergência do país. O primeiro foi em abril e terminou em maio, enquanto esse último foi decretado em 13 de janeiro e tinha previsão de terminar em 7 de fevereiro, mas foi prorrogado para até 7 de março.

“Acreditamos que a evolução das infecções por vírus, incluindo a declaração de emergência, diminuiu o sentimento do consumidor”, disse um funcionário do governo a repórteres, acrescentando que “o impacto da declaração de emergência sanitária não foi tão impactante quanto a primeira”, disse.

No estado de emergência em abril, o índice tombou 9,3 pontos, registrando baixa recorde de 21,6 pontos. Na época, a declaração exigia que as pessoas ficassem em casa e negócios não essenciais suspendessem as operações.

A declaração em andamento, prorrogada até 7 de março, é menos abrangente que a anterior, principalmente solicitando que restaurantes e bares diminuam o horário de funcionamento.

A pesquisa cobriu 8.400 famílias, incluindo 2.688 famílias com um único membro., em todo território japonês. Do total de inquiridos, 7.452 foram consideradas como respostas válidas, ou 88,7% do total.

Confiança do consumidor

O índice de confiança, ou sentimento, do consumidor engloba uma série de dados e indicadores calculados pelos institutos de economia. No Japão, ele é usado para prever as expectativas econômicas dos consumidores para os próximos seis meses.

Leituras abaixo de 50 sugerem pessimismo do consumidor, enquanto uma pontuação acima de 50 indica que os consumidores estão esperando melhores condições. O índice não atinge 50 ou mais desde fevereiro de 2006.

== Mundo-Nipo (MN)