Economia

Japão deve fazer reformas fiscais e econômicas para impulsionar crescimento

O Conselho de Política Econômica e Fiscal do Japão formulou um esboço para reformas…

Do Mundo-Nipo

O Conselho de Política Econômica e Fiscal do Japão formulou um esboço para reformas nas políticas básicas econômicas e fiscais.

O projeto foi apresentado pelo painel em uma reunião com o primeiro-ministro Shinzo Abe e ministro das Finanças, Taro Aso, nesta segunda-feira (09).

As políticas devem evitar um declínio na economia decorrente de uma população que vem declinando rapidamente.

O governo japonês pretende manter a população do país, de cerca de 125 milhões atualmente,  em cerca de 100 milhões daqui a 50, uma vez que a diminuição na taxa de natalidade poderia causar uma queda acentuada na população e reduzir o tamanho da economia.

O governo irá considerar medidas ousadas para resolver o problema, incluindo incentivos financeiros e outros tipos de assistência para bebês recém nascidos e crianças.

O esboço também diz que serão tomadas medidas para garantir uma força de trabalho suficiente para manter a economia em funcionamento. Entre estas, uma medida deve estender a idade de aposentadoria para 70 anos, assim como as reformas nos sistemas e práticas de trabalho para homens e mulheres.

Em relação à dívida nacional, o projeto diz que o governo vai tentar alcançar um superávit na balança primária até o ano fiscal de 2020.

O projeto insta a promoção de reformas fiscais das empresas para impulsionar o investimento do setor privado, bem como investimento estrangeiro direto.

(Do Mundo-NIpo com informações da rede NHK)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta