Economia

Ativo líquido do Japão no exterior atinge máxima histórica

Japão se tornou a maior nação credora do mundo pelo 23º ano consecutivo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Os ativos detidos pelo Japão no exterior, incluindo o do governo central, de empresas e de investidores individuais, atingiram o valor recorde de 325 trilhões de ienes (cerca de US$ 3,19 trilhões) a partir do final de 2013, um aumento de 9,7 % em relação ao ano anterior, conforme um iene fraco impulsionou o valor das participações no exterior, tornando o país a maior nação credora do mundo pelo 23º ano consecutivo, informou o Ministério das Finanças.

O valor líquido dos ativos no exterior é o valor de bens pertencentes a empresas, governo e investidores individuais japoneses fora do país, menos o valor de investimentos estrangeiros no Japão.

Os ativos externos do país saltaram 20,4%, para 797,1 trilhões de ienes (cerca de US$ 7,82 trilhões), marcando o quinto ano consecutivo de alta e o maior valor desde que os dados se tornaram comparáveis, em 1966, de acordo com o ministério, apontando a forte depreciação do iene, que recuou cerca de 20% ante o dólar na comparação com o ano anterior, bem como fusões e aquisições de empresas estrangeiras como responsáveis pela alta recorde.

Já os passivos externos detidos pelo Japão subiram 29,1%, para 472,1 trilhões de ienes (cerca de US$ 4,63 trilhões), avançando pelo quarto ano consecutivo, impulsionados pelas elevações nos preços das ações japonesas de propriedade de investidores estrangeiros.

No final de 2013, os ativos externos líquidos do Japão superaram os da China e da Alemanha, de acordo com dados divulgados pelo Fundo Monetário Internacional e outras organizações.

(Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta