Economia

Produção industrial do Japão cresce 3,2% em julho

O crescimento representa a primeira melhora em dois meses.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A produção industrial do Japão subiu 3,2% em julho na comparação com o mês anterior, que registrou queda de 3,1%, o que representa a primeira melhora em dois meses, mostram os dados do governo nesta sexta-feira (data local).

 

Indústria japonesa (Foto: Kyodo)

Em relação a produtos, equipamentos de transmissão digital e os miniveículos foram os que mais impulsionaram a alta de julho (Foto: Kyodo)

 

As indústrias que mais contribuíram para o aumento foram as de máquinas de produção e de componentes eletrônicos, seguido por equipamentos de transporte, de acordo com os dados do Ministério da Economia, Comércio e Indústria.

Em relação a produtos e matérias-primas, equipamentos de transmissão digital e os miniveículos foram os que mais impulsionaram a alta de julho.

Apesar da alta, o resultado derrubou as expectativas de um ganho de 3,7%, de acordo com uma pesquisa da Reuters, enquanto outra da Dow Jones Newswires havia mensurado um ganho de 3,8%.

Uma pesquisa de fabricantes que acompanham o relatório mensal da produção industrial do Japão mensurou ganhos modestos daqui para frente, com o mês de agosto devendo crescer apenas 0,2%, seguido de um aumento de 1,7% em setembro.

Dados divulgados mais cedo mostraram que o Japão experimentou um aumento da inflação em julho, enquanto o índice de desemprego caiu. O iene, no entanto, mostrou pouca reação aos dados, com a paridade USD/JPY sofrendo uma queda de 0,19%, cotada a 98,34 ienes.

As informações são da agência Kyodo e da Dow Jones Newswires.

 

Veja mais notícias sobre Economia em mundo-nipo.com/economia. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta