Economia

Índia supera Japão como 3ª potência econômica mundial

O Banco Mundial classificou o Japão com a quarta maior economia do mundo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A Índia superou o Japão para se tornar a terceira maior economia do mundo em termos de Paridade de Poder de Compra (PPC), de acordo com um relatório do Banco Mundial, divulgado na terça-feira (29).

 

Maiores economias do mundo 2014 (Imagem: Reprodução/Banco Mundial)

Maiores economias do mundo (Imagem: Reprodução/Banco Mundial)

 

O destaque do relatório foi o crescimento da Índia, que passou de 10ª economia do mundo para o terceiro lugar em termos de PPC, desbancando o Japão, que agora aparece na quarta posição com um PIB per capita de US$ 36.265 e um crescimento de 2,8% ao ano. Entretanto, pelo câmbio de mercado, Japão ocupa a terceira posição.

Pelo PPC, o Brasil é a 7ª maior economia do mundo, enquanto que pelo câmbio de mercado o país fica na sexta colocação – empatado com o Reino Unido.

O primeiro e segundo lugar continuam na mesma ordem – tanto em termos de paridade de poder de compra como na base da taxa de câmbio. Os EUA permanecem como a maior economia do mundo, com a China em segundo, mas o crescimento acelerado chinês aponta para a possibilidade de a economia chinesa superar a norte-americana ainda neste ano, aponta o Banco Mundial.

 

Nova metodologia do estudo

O último relatório do Banco Mundial tinha sido baseado em dados de 2005; o atual leva em conta informações sobre os países em 2011.

Neste ano, pela primeira vez, o Banco Mundial adotou o critério de Paridade do Poder de Compra (PPC), considerando como melhor maneira de cálculo para comparar o tamanho de diferentes economias, por refletir melhor o custo de vida.

Essa metodologia se aproxima mais de uma medida do custo de vida real, por comparar a possibilidade de aquisição de um bem em diferentes economias.

O Banco Mundial ressalta, no entanto, que os resultados destes dois relatórios não são “diretamente comparáveis”, por causa da mudança de metodologia.

Considerando todos os países analisados pela instituição, o PIB global é de US$ 90,647 trilhões, sendo que o PIB per capita é de US$ 13.460,00 com base no PPC, e US$ 10.438,00 usando o câmbio de mercado.

Juntando, as seis maiores economias emergentes (China, Índia, Rússia, Brasil, Indonésia e México) representam 32,3% da economia global, quase os mesmos 32,9% dos seis maiores países desenvolvidas (EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido e Itália). Combinados, esses 12 países têm 59% da população mundial e quase 66% do PIB.

O Banco Mundial divide os países em três grupos: renda baixa (PIB per capita abaixo de US$ 1.025,00), renda média (entre US$ 1.026,00 e US$ 12.475,00) e renda alta (acima de US$ 12.475,00).

São 56 economias no primeiro grupo, 84 no segundo e 32 no terceiro. Apesar de a instituição ter analisado um total de 199 países, apenas 172 têm os dados completos e entram nessa classificação.

Os países de alta renda respondem por 50,3% da economia global, apesar de terem apenas 17% da população mundial. Os países de renda média, com 72% da população, representam 48,2% da produção.

Já os países de baixa renda, com 11% dos habitantes do planeta, tem uma fatia de apenas 1,5% da economia global.

Na classificação do PIB per capita, os países mais ricos do mundo são: Catar, Macau (região administrativa especial da China), Luxemburgo, Kuwait e Brunei. Entre os mais pobres estão: Malawi, Moçambique, República Centro Africana, Níger e Burundi.

 

As 10 maiores economias do mundo em termos PPC:

1. Estados Unidos

2. China

3. Índia

4. Japão

5. Alemanha

6. Rússia

7. Brasil

8. França

9. Reino Unido

10. Indonésia

 

Confira o relatório completo do Banco Mundial: International Comparison Program Summary Results Release Compares the Real Size of the World Economies (em inglês).

 

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta