Japonês se torna 1º bicampeão olímpico de patinação artística em 66 anos

Com apenas 22 anos, Hanyu ainda quebrou o recorde olímpico da categoria, com 317.85 pontos.
Yuzuru Hanyu conquista bicampeonato olimpico em 2018 Foto Chang W Lee NYT 900x600 02 min
Yuzuru Hanyu conquista bicampeonato olímpico na Coreia do Sul | Foto: Chang W. Lee / NYT

O japonês Yuzuru Hanyu fez a segunda melhor nota do programa livre na modalidade individual masculina de patinação artística realizada neste sábado, com 206.17 pontos, o que lhe valeu a conquista do bicampeonato nos Jogos Olímpicos de Inverno 2018, que estão acontecendo na Coreia do Sul.

Na soma total da competição, o jovem patinador, de 22 anos, quebrou o recorde olímpico da categoria ao totalizar 317.85 pontos.

Com o intento, Hanyu se tornou o primeiro patinador a ser bicampeão olímpico na modalidade individual masculino desde 1952. Além disso, é também o primeiro patinador japonês bicampeão na categoria em olimpíadas.

A medalha de prata ficou com o também japonês Shoma Uno, que surpreendeu ao apresentar uma excelente performance técnica – a melhor do dia. Já o bronze ficou com o espanhol Javier Hernandez.

A competição
Na madrugada deste sábado (pelo horário de Brasília), os patinadores realizaram as apresentações do programa livre – eles apresentaram o programa curto na sexta, classificatório para esta fase.

Nono a se apresentar no dia, o americano Nathan Chen quebrou o recorde olímpico da modalidade ao anotar 215,08 pontos em sua apresentação. Apesar de ter ido mal no programa curto – terminando na 17ª colocação – o competidor dos Estados Unidos permaneceu na liderança da patinação artística durante 2/3 da prova.

Mas foi apenas começar o terceiro e último pelotão de atletas para que Chen caísse no ranking final – que soma as duas modalidades.

Ficando em quarto lugar no curto, o chinês Jin Boyang fez a quinta melhor nota do dia, com 194,45 pontos, e assumiu a liderança, o que não durou muito tempo.

Após uma performance abaixo do esperado do canadense Patrick Chan, o japonês Yuzuru Hanyu entrou em ação. Melhor no dia anterior, o jovem japonês fez outra grande apresentação, foi exaltado pela torcida e voltou a ser premiado com a liderança da modalidade e vários bichos de pelúcia da plateia atirados na pista.

Depois Hanyu, restavam apenas outros dois patinadores, justamente os outros dois medalhistas. O espanhol Javier Hernandez resolveu entrar na festa. Bicampeão mundial, ele anotou a quarta melhor nota do dia, com 197.66 pontos, se garantindo como o primeiro medalhista de seu país na história do esporte.

Mas o melhor ficou para o fim: o também nipônico Shoma Uno anotou a melhor nota técnica do dia com 109,47, mas terminou na segunda posição com o somatório dos dois dias de competição.

Do Mundo-Nipo
Fontes: Kyodo News | Globo Esporte.

Total
2
Shares
Previous Article
Setor de imigracao no aeroporto de Narita Foto Toshiyuki Aizawa 900x600 min 1

Japão só aceitou 20 entre os quase 20 mil pedidos de asilo em 2017

Next Article
Planta da Maconha sobre Dolar Foto Moneyshow pic 900x600 min

Custo da maconha no Japão é o mais caro do mundo; veja ranking

Related Posts