Esportes

Japão apresenta medalhas dos Jogos de Tóquio 2020

As medalhas têm um design de redemoinho, destinado a brilhar com uma miríade de padrões de luzes para representar a “energia” e a “diversidade” dos Jogos.

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020 divulgaram na quarta-feira (24) as medalhas de ouro, prata e bronze que serão distribuídas aos vencedores do evento esportivo. O destaque fica por conta do material utilizado na confecção das medalhas – criadas inteiramente de metais reciclados de celulares e outros aparelhos eletrônicos.

Apresentadas faltando exatamente um ano para abertura dos Jogos, as medalhas têm um diâmetro de 85 milímetros, sendo a de ouro e de prata as mais pesadas, com 556 e 550 gramas, respectivamente, segundo o comitê organizador local.

Na parte de trás, as medalhas dos vencedores trazem os anéis olímpicos e o logotipo Tokyo 2020 dentro de um design de redemoinho, destinado a brilhar com uma miríade de padrões de luzes para representar a “energia” e a “diversidade” dos jogos.

A frente continua a longa tradição de retratar a Nike, a mítica deusa grega da vitória, conforme exigido pelo Comitê Olímpico Internacional.

Medalhas oficiais de Tóquio 2020 | Foto: Montagem / Kyodo

Concebidos pelo designer japonês Junichi Kawanishi, as medalhas foram escolhidas por um painel de seleção em julho, depois de uma competição aberta para projetar profissionais e estudantes que fizeram mais de 400 inscrições.

“Com seus anéis brilhantes, espero que as medalhas sejam vistas como um tributo aos esforços dos atletas, refletindo sua glória e simbolizando sua amizade”, disse Kawanishi, de 51 anos.

As medalhas de ouro são banhadas a prata pura com cerca de seis gramas de ouro. As medalhas de prata são de prata pura, enquanto as medalhas de bronze são feitas de bronze, uma forma resistente à corrosão de bronze contendo zinco.

As fitas das quais as medalhas serão penduradas são feitas de poliéster reciclado e empregam motivos tradicionais de design japonês, incorporando o padrão verificado do logotipo da Tokyo 2020.

Eles são projetados para permitir que pessoas cegas possam distinguir a cor da medalha tocando na fita.

“Minha primeira impressão foi de que elas [medalhas] são muito brilhantes”, disse Takuya Haneda, um canoísta japonês de slalom que conquistou bronze nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.

“Os desenhos são maravilhosos”, disse ele na cerimônia em Tóquio de apresentação das medalhas. 

Aproximadamente 5.000 medalhas estão sendo produzidas após a coleta de metais suficientes de pequenos dispositivos usados – todos ​​doados pelo público japonês em uma campanha nacional que decorreu de abril a março de 2017.

Cerca de 78.985 toneladas de dispositivos foram coletadas durante o período, o que rendeu 32 quilos de ouro, 3.500 quilos de prata e 2.200 quilos de bronze, de acordo com o comitê organizador de Tóquio.

Os desenhos das medalhas paralímpicas de 2020 serão divulgados em agosto.

MN – Mundo-Nipo.com
Fonte: Kyodo News.