Meio ambiente e Energia

Japão e Petrópolis fecham parceria para prevenção de desastres naturais

A parceria foi anunciada durante o Seminário Internacional sobre Prevenção de Desastres Naturais que aconteceu no Rio.

Do Mundo-Nipo

Representantes da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica, na sigla em inglês) estiveram em Petrópolis, Região Serrana do Rio, reunidos com o prefeito Rubens Bomtempo para dar início a uma parceria de dois anos, que tem como objetivo prevenir desastres naturais.

A parceria entre Petrópolis e o Japão foi anunciada durante o Seminário Internacional sobre Prevenção de Desastres Naturais que aconteceu no Rio, na última quarta-feira (28).

O evento teve a finalidade de ressaltar a importância da colaboração internacional para o trabalho de redução de danos em desastres naturais e Petrópolis figurou entre as cidades de destaque pela rápida resposta dada nas últimas chuvas de março.

No dia seguinte, houve um workshop sobre o mesmo tema e, na sexta-feira (30), os representantes da Jica realizaram a visita oficial à Petrópolis.

O prefeito da cidade serrana, Rubens Bomtempo, afirmou que a parceria será fundamental para reduzir o risco de mortes em decorrência de fortes chuvas em Petrópolis.

“Precisamos da dedicação de todos os entes, município, estado e União, e a cooperação do Japão será muito importante”, disse Bomtempo que também falou sobre a preocupação em evitar ao máximo novos desastres. “Nós já conseguimos alguns avanços. O principal deles foi a criação da Secretaria de Defesa Civil, que abriga o Fundo Municipal de Defesa Civil, e dá poderes para a secretaria atuar de forma mais autônoma e integrada com os governos estadual e municipal e com organismos internacionais”, salientou.

A cooperação inclui técnicos capacitados e tecnologia do Japão para prevenir desastres em decorrência de chuvas. A ideia é que, depois desse projeto, a experiência em Petrópolis possa ser aproveitada no cenário internacional de prevenção de tragédias.

O consultor sênior da Jica, Hitoshi Baba, disse que trará um grande grupo especializado para o Brasil, destacando que o seminário no Rio marcou o início das atividades da Jica. “Petrópolis é uma cidade representativa neste aspecto. Essa cooperação contribui para todo o cenário de prevenção de desastres no âmbito internacional”, disse o consultor.

“A assinatura do termo de cooperação com a Jica trará uma importante cooperação técnica com um país que há tantos anos convive com grandes ameaças e aprendeu a reduzir as consequências de eventos adversos, como maremotos e terremotos. Petrópolis tem muito que aprender com o Japão”, disse o secretário de Defesa Civil, Rafael Simão, que visitou áreas de risco em Petrópolis, juntamente com os representantes da Jica na última sexta-feira.

O termo de cooperação com o Japão também foi firmado com Nova Friburgo, cidade serrana do Rio de Janeiro, e Blumenau, em Santa Catarina. A parceria foi firmada por meio dos ministérios das Cidades, de Integração Nacional e de Ciência e Tecnologia.

Nas três cidades brasileiras, 40 japoneses orientarão o governo do Brasil a tornar as cidades mais resilientes (com poder de recuperação) com o menor número possível de perdas humanas. Alguns permanecerão no Brasil por dois anos seguidos.

As informações são do jornal RJ TV, da rede Globo, e da emissora NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta