Meio ambiente e Energia

Poluição no Monte Fuji provém da China, indica estudo

Um estudo realizado pelo Japão mostrou que a poluição atmosférica da China é responsável pelo alto nível de mercúrio no topo do Monte Fuji.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Um estudo realizado pelo Japão mostrou que a poluição atmosférica da China é responsável pelo alto nível de mercúrio no topo do Monte Fuji.

O cientista japonês Osamu Nagafuchi, que comandou a pesquisa, declarou que as leituras de mercúrio eram altas sempre que os ventos sopravam da China.

 

Monte Fuji 003 (Foto: SXC)

(Foto: SXC)

 

Nagafuchi disse que os níveis de poluição no Monte Fuji são monitorados anualmente desde 2007 e que a pesquisa deste ano não teve nada a ver com a designação do pico de 3776 metros como Patrimônio Mundial da UNESCO no início deste ano.

Segundo a pesquisa realizada em agosto pela Estação Meteorológica do Fuji,  os níveis de mercúrio no topo do monte dobraram em relação aos índices registrados em lugares livres de poluição pesada.

Foram registrados 2,8 nanogramas de mercúrio por metro cúbico no ar do topo da montanha, o que está acima do padrão 1,0 a 1,5 normalmente detectados em lugares limpos, mas abaixo de 40 nanogramas que representam riscos a saúde humana.

O nível mais elevado de poluição foi registrado provavelmente devido a usinas chinesas de carvão, que liberam mercúrio e outros elementos tóxicos.

 

Pôr do sol com camada de poluição sobre Xangai (Foto: Wikimedia Commons)

Pôr do sol com camada de poluição sobre Xangai (Foto: Wikimedia Commons)

 

No mês passado , a China prometeu reduzir os níveis de poluentes atmosféricos em Pequim e outras grandes cidades em até 25% para tentar melhorar a sua qualidade do ar. No entanto, neste sábado (05) a capital chinesa registrou níveis recordes de poluição, chegando ao nível mais alto em uma escala de 6 pontos.

As informações são da agência AFP.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta