Meio ambiente e Energia Natureza

Cidade japonesa famosa por massacre de golfinhos vai abrir parque marinho

O governo de Taiji deseja transformar parte de sua baía numa reserva natural, onde os turistas poderão nadar ao lado de golfinhos e baleias, e até “degustá-los” como comida típica.

Do Mundo-Nipo

A cidade de Taiji, conhecida no mundo pelo massacre anual de golfinhos, pretende abrir um parque marinho, onde a exploração de golfinhos e pequenas baleias serão estendidas ao entretenimento humano.

 

Taiji (Imagem: The Cove/Reprodução)

A captura de golfinhos é uma prática antiga na região, com mais de 400 anos (Imagem: The Cove/Reprodução)

 

Localizada no distrito de Higashimuro, na prefeitura de Wakayama, oeste do Japão, a pequena cidade ficou famosa após o documentário “The Cove”, premiado com um Oscar em 2010, que denunciava a captura anual de dezenas de golfinhos para parques aquáticos e o massacre de centenas para consumo de sua carne.

Agora, as autoridades da cidade portuária desejam transformar uma parte de sua baía numa reserva natural, onde os turistas possam nadar e fazer canoagem ao lado de golfinhos e baleias.

Daqui a cinco anos, as autoridades querem ter um espaço delimitado com cerca de 28 hectares, junto à baía de Hatakejiri, local onde os pescadores locais costumam encurralar os golfinhos com redes antes de os matarem, deixando a água completamente vermelha de sangue.

Citado pela AFP, um responsável do governo local, Masaki Wada, disse que o objetivo é usar as receitas deste turismo para financiar a captura de golfinhos, que se mantém, apesar dos protestos de diversas organizações de defesa dos animais.

“Nós já usamos golfinhos e pequenas baleias como atração turística na enseada onde a captura tem lugar”, afirmou Wada.

“Planeamos fazer isto a uma escala maior. Esta é parte do plano de longo prazo para tornar toda a localidade num parque, onde [os turistas] poderão observar estes mamíferos enquanto degustam vários produtos marinhos, incluindo carne de golfinho e de baleia”, acrescentou.

A captura de golfinhos é uma prática antiga na região, com mais de 400 anos, e é fortemente defendida pelos moradores e pelas autoridades municipais. O documentário “The Cove” mostrou imagens impressionantes desta atividade, alertando a comunidade internacional para a matança e o perigo da contaminação da carne por mercúrio, mas nem por isso esta triste prática, que tem início em setembro, terminou.

As informações das cotações são da ADVFN Brasil.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta