Meio ambiente e Energia

Japão retira ordem de evacuação nas proximidades do vulcão Sakurajima

Apesar de a atividade sísmica ter reduzido, o alerta de uma erupção eminente foi mantido e os habitantes devem ficar preparados para uma evacuação.

Do Mundo-Nipo com Agências

A ordem de evacuação decretada nas áreas próximas ao vulcão Sakurajima, no sudoeste do Japão, foi suspendida neste sábado (22), depois que um comitê formado por autoridades de Kagoshima, onde o monte está localizado o vulcão, concluíram que o risco de uma forte erupção do monte reduziu, mas o nível de alerta foi mantido.

Apesar do risco de erupção em grande escala tenha reduzido, a Agência Meteorológica do Japão (JMA), decidiu manter o nível de alerta 4 (de uma escala máxima de 5) no vulcão, o que significa que os habitantes devem ficar preparados para uma evacuação. A agência também pediu prudência aos mais de 4.000 moradores da região.

A agência japonesa alegou que, apesar de a atividade sísmica ter se reduzido progressivamente desde sábado passado, quando se registraram mais de 1.000 movimentos tectônicos, alguns perceptíveis para as pessoas, é necessário manter a vigilância perante possíveis mudanças. O Sakurajima registrou duas erupções de baixa intensidade nos últimos sete dias, uma na quarta-feira e a mais recente ontem.

O alerta de nível 4 foi emitido no dia 15 de agosto, perante o forte aumento de terremotos vulcânicos. A elevação do alerta afetou os pequenos municípios de Arimura e Furusato, situados a cerca de três quilômetros de duas das crateras do vulcão e onde vivem pouco mais de 70 pessoas divididas em cerca de 50 casas. Todos eles permaneceram até hoje em refúgios habilitados no sábado passado pelas autoridades locais.

O vulcão de 1.117 metros de altura se situa diante da cidade litorânea de Kagoshima, localizada na província homônima, na sul da ilha de Kyushu, e onde se encontra a central nuclear de Sendai, cujo reator número 1 foi religado no dia 11 de agosto, depois de mais de quatro anos do acidente na usina de Fukushima, devastada pelo tsunami de 11 de março de 2011, o que resultou no fechamento de todas as centrais nucleares do país desde setembro de 2013.

Sakurajima é um dos vulcões mais ativos do Japão e entra em erupção quase constantemente. Desde 2009, o vulcão registra entre 500 e 1000 pequenas erupções todos os anos. A agência, no entanto, alerta que há grande possibilidade de ocorrer uma erupção em grande escala, maior que a registrada em agosto de 2013, cujas cinzas cobriram grande parte de Kagoshima e áreas próximas.

(Com informações das agências EFE e Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.