Notícias Tecnologia

Notícias incríveis do Japão que foram destaques no final do ano

©Depositphotos

Os destaques incluem a construção de um elevador espacial e o anúncio de que Japão enviará astronautas à Lua até o fim dessa década.

Sharing is caring!

Ao término de cada ano, é comum que ver em diversos canais televisivos, redes sociais, jornais, revistas, sites de notícias e outros veículos de comunicação a retrospectiva de todo o ano que passou.

Isso ocorre de maneira quase que religiosa, a fim de não apenas veicular notícias importantes e que marcaram o ano, mas também a fim de se despedir do ano que passou, mais uma vez, de maneira rápida e abrupta.

Contudo, nem todas as notícias que podemos considerar importantes no outro lado do mundo chegam aos leitores do outro lado do planeta, de modo que os tipos e técnicas de pesquisas desenvolvidas no Japão e em outras nações orientais raramente são noticiadas no ocidente, uma vez que o Japão, a terceira maior economia do mundo, está sempre lançando medidas visando o crescimento do país, além de estar em constante desenvolvimento de novas tecnologias e, portanto, esse país é uma fábrica constante de informações.

Esta realidade passou a mudar logo no início da pandemia, onde o mundo agiu de maneira conjunta e globalizada para retardar o avanço da pandemia. Logo, técnicas de pesquisa, procedimentos e novidades sanitárias de diversos países chegaram ao exterior.

Isso é essencial para entendermos o que está acontecendo no mundo, independente da distância e das diferenças culturais que envolvem tamanhas distâncias.

Com este quadro em mente, com a ciência da importância de se discutir o panorama político e tecnológico mundial, nesta matéria iremos acompanhar as últimas notícias do Japão que tomaram as capas de jornais e revistas nos últimos momentos do ano.

Toyota inicia as vendas de seu microcarro elétrico em todo o Japão
Toyota C+Pod | ©Toyota

Uma das notícias que mais chamou a atenção na última semana foi o anúncio da gigante montadora automobilística japonesa de início de vendas de seu mais novo modelo de carro elétrico.

O C+Pod é considerado um microcarro pois possui medidas minúsculas de 1.55 de altura, 2.49 de comprimento e 1.29 de largura, sendo um automóvel bem menor que os tradicionais desenvolvidos pela própria montadora japonesa.

Para entender como este modelo foi desenvolvido, é necessário que se compreenda também os tipos de pesquisa científica e de mercado que foram realizadas para a concepção do C+Pod.

Conforme publicação da plataforma especializada em novas tecnologias, a Olhar Digital, o novo modelo da Toyota é capaz de ser recarregado por completo em até 5 horas, em uma tomada de 220 volts.

Também de acordo com declarações da própria montadora, o público recebeu bem o modelo e elogiou, especificamente, características como:

  • Velocidade na recarga
  • Facilidade para dirigir
  • Otimização de espaço
  • Respeito ao meio ambiente
  • Proteção e segurança

Portanto, de forma geral, o modelo foi extremamente bem recebido em todo o território japonês, e a Toyota aposta no modelo como um grande representante da marca no mercado de carros elétricos, em escala global.

Japão vai construir Elevador Espacial até 2050
Ilustração do projeto japonês para Elevador Espacial | ©Obayashi Corp.

A Istoé Dinheiro publicou recentemente, no dia 27 do último mês, uma matéria que chamou a atenção de diversos investidores e também de aficionados por tecnologia.

De acordo com a publicação da revista, a Terra do Sol Nascente pretende desenvolver um elevador espacial gigantesco até meados de 2050.

A construtora que idealizou o desenvolvimento do elevador espacial já é conhecida por seus projetos astronomicamente grandes.

A Obayashi Corporation é responsável pela idealização e desenvolvimento do maior edifício de todo o Japão, com cerca de 630 metros de altura.

Diversos pesquisadores, inclusive nomes renomados da NASA, apontam que tal projeto irá requerer grande parte do Produto Interno Bruto Mundial, devido à magnitude da obra.

No entanto, caso seja realizada com sucesso, esta obra pode abrir as portas do planeta terra para uma nova geração de exploração espacial, que possibilitará viagens e até o turismo espacial, como já está sendo explorado por vários pesquisadores, como Musk e Bezos.

Outra matéria sobre o elevador espacial foi publicada no Mundo-Nipo, em 2018, ano em que o projeto foi revelado ao mundo.

A expectativa dos pesquisadores é de que o elevador espacial alcance uma velocidade de 200 km/h, chegando à estação espacial 8 dias depois da saída da Terra. 

Japão quer enviar astronautas para a Lua até o fim da década
O astronauta japonês Orishide Kanai tem participado de missões espaciais. Ele, inclusive, é o quarto astronauta japonês a realizar uma “caminhada” espacial | ©EPA

Por fim, para terminarmos este apanhado geral sobre as últimas notícias em destaque vindas do Japão, a nação pretende investir muito na questão espacial.

Após termos visto a possível instauração de um elevador espacial previsto para daqui três décadas, o país também anunciou seu desejo de mandar astronautas à Lua até o fim desta década.

De acordo com o primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, a questão espacial já é extremamente importante e, hoje em dia, representa muito mais do que uma fronteira, mas também pode representar segurança econômica para a população atual e futura.

Além do desejo de mandar astronautas para a Lua até o fim da década, o governo japonês também pretende enviar uma sonda à marte até o ano de 2024, para explorar o planeta

O objetivo destas pesquisas e investimentos seria o de atingir a possibilidade de gerar energia solar no espaço, em territórios extra planetários.

Duas das principais notícias de fim de ano parecem saídas de um filme de ficção científica. Contudo, estes avanços estão cada vez mais próximos e possíveis de acontecerem, mediante ao investimento em ciência, pesquisa e tecnologia deste país chamado Japão.