Política

Guarda Costeira da China invade águas japonesas pelo segundo dia consecutivo

Na manhã de sexta-feira (02), quatro navios de autoridades chinesas já haviam navegado na região.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Três navios da Guarda Costeira chinesa entraram em águas territoriais do Japão em torno das Ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental, na noite deste sábado, pelo segundo dia consecutivo.

 

Guarda Costeira do Japão (Foto: Pokoroto / Flickr)

Guarda Costeira do Japão (Foto: Pokoroto / Flickr)

 

De acordo com a Guarda Costeira japonesa, os navios foram avistados em águas japonesas perto das ilhas disputadas em torno das 05h15 (hora do Japão) deste sábado. Na manhã de sexta-feira (02), quatro navios de autoridades chinesas já haviam navegado na região.

Em resposta ao aviso de autoridades japonesas via rádio, um dos navios da Guarda Costeira chinesa respondeu que as “Ilhas Diaoyu (como são conhecidas na China) são território chinês”.

A disputa territorial entre a China e o Japão agravou-se em setembro do ano passado, depois de Tóquio anunciar a compra de três das ilhotas do pequeno arquipélago.

As Ilhas Senkaku/Diaoyu tiveram sua primeira referência história feita em 1403 na China e foram consideradas parte do território chinês até a Guerra Sino-Japonesa, em 1895, quando o Tratado de Shimonoseki anexou as ilhas ao Japão. As ilhas chegaram a ficar sob o controle dos Estados Unidos, juntamente com Okinawa, após a Segunda Guerra Mundial, mas foram devolvidas ao Japão na década de 1970. Em 1971, tanto China como Taiwan declararam soberania sobre as ilhas e, desde então, segue o entrave diplomático.

A soberania das ilhas garantem uma expansão na  Zona Econômica Exclusiva, aumentando a área de exploração no leito marítimo e garantindo uma posição militar estratégica na região.

 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta