Política

Navios chineses invadem águas territoriais do Japão pela 13ª vez no ano

Trata-se da segunda incursão chinesa em menos de uma semana e a décima terceira em quatro meses.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

Três navios chineses navegaram águas territoriais do Japão no domingo (3), ao largo das ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental, de acordo com um comunicado da Guarda Costeira Japonesa nesta segunda-feira (4), que indicou tratar-se da décima terceira incursão chinesa somente neste ano.

Segundo o comunicado, as embarcações eram do tipo navio-patrulha, que são navios militares de pequena dimensão e com baixo poder de fogo. Os três navios ingressaram o mar ao largo de Kubashima, uma das 5 ilhotas que fazem parte do pequeno arquipélago de Senkaku, por volta das 10h locais do último domingo (22h de sábado no horário de Brasília).

Os três navios permaneceram no local por cerca de 2 horas, seguindo depois para a zona contígua adjacente após insistentes alertas da guarda costeira, que continuou monitorando os navios até que, horas depois, se afastaram da faixa das águas costeiras do Japão, conforme comunicado.

Esta incursão chinesa em águas territoriais do Japão é a segunda em menos de uma semana e a décima terceira em 2015. A última ocorreu no dia 30 de abril, também ao largo das ilhas Senkaku.

As ilhotas desabitadas do pequeno arquipélago de Senkaku são administradas pelo Japão e reivindicadas por China e Taiwan, que eles chamam de Diaoyu e Tiaoyutai, respectivamente.

Acordo de defesa entre Japão e EUA
O movimento de embarcações chinesas ao largo das ilhas se intensificou após Japão e Estados Unidos anunciarem, no final de abril, novas diretrizes para cooperação de defesa. Washington disse que seu compromisso com a segurança do Japão continua “firme como aço”, abrangendo todos os territórios sob o controle do governo de Tóquio, incluindo as Ilhas Senkaku.

A resolução permite ainda ao Japão exercer o direito de “autodefesa coletiva”. Isso significa, por exemplo, que o Japão pode derrubar mísseis que se dirijam para os EUA e que aja em defesa de outros países sob ataque, como também responder com fogo qualquer ameaça hostil ao seu território.

== Kyodo

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •