Política

Navios do governo chinês permanecem em águas do Japão por 28 horas

Esta é a 38ª vez que navios do governo chinês invadem águas do Japão.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Quatro navios da Guarda Costeira da China foram avistados em águas territoriais japonesas perto das Ilhas Senkaku na manhã desta quinta-feira (hora local), três dos quais permaneceram lá por mais de 28 horas, de acordo com autoridades japonesas.

 

Navios chineses permanecem em águas japonesas por mais de 28 horas (Foto: reprodução NHK)

Navios chineses permanecem em águas japonesas por mais de 28 horas (Foto: reprodução NHK)

 

Esta é a maior intrusão em águas territoriais por parte de navios do governo chinês desde que o Japão nacionalizou as Ilhas Senkakus em setembro passado.

A duração da intrusão levou as autoridades japonesas a apresentarem um protesto ao Ministério das Relações Exteriores e ao embaixador da China no Japão.

“Essa intrusão em águas territoriais japonesas é a mais longa desde a compra das Senkakus em setembro do ano passado e é extremamente lamentável. É totalmente inaceitável!”, disse o secretário chefe de Gabinete, Yoshihide Suga, em conferência de imprensa.

As Ilhas Senkaku, conhecidas na China como Diaoyu, são controladas por Tóquio e reivindicadas por Pequim.

A Guarda Costeira japonesa informou que os navios entraram na região na manhã de quarta-feira (07) e permaneceu lá até por volta do meio dia desta quinta-feira.

Os quatro navios chineses estão atualmente fora das águas territoriais japonesas, mas a Guarda Costeira do Japão mantém um alerta para não se aproximarem.

Esta é a 38ª vez que navios do governo chinês invadem águas do Japão.

 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta