Política

China minimiza reunião entre premiê japonês e presidente chinês

A chancelaria chinesa declarou que o encontro entre os líderes não teve nenhum significado prático.

Do Mundo-Nipo

A chancelaria chinesa declarou nesta terça-feira (08) que o breve contato entre o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e o presidente da China, Xi Jinping, durante a reunião da Cooperação Econômica da Ásia e do Pacífico (Apec), não teve nenhum significado prático.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Hua Chunying, disse a jornalistas nesta terça-feira que funcionários do governo japonês estão freneticamente tentando reportar o mais breve dos contatos entre as lideranças dos dois países, ao mesmo tempo que há esforços consideráveis para melhorar as relações bilaterais.

Hua se referiu ao comentário feito anteriormente no mesmo dia pelo chefe de Gabinete do Japão, Yoshihide Suga, que disse sentir que os dois países estão cada vez mais perto de ter uma reunião bilateral.

A porta-voz chinesa disse que se o governo japonês realmente quer melhorar as relações com a China, ele deve mostrar o seu compromisso em prontamente tomar medidas práticas de boa fé.

Ela reiterou a rejeição a qualquer diálogo com o Japão, enquanto o mesmo se recusar a reconhecer que há um problema territorial entre os dois países.

As relações diplomáticas entre Japão e China estão tensas devido a disputa pelas Ilhas Senkaku/Diaoyu, localizadas no Mar da China Oriental. As mesmas são controladas pelo governo japonês, que comprou-as de um proprietário privado em setembro do ano passado, mas são reivindicadas pela China e Taiwan.

O governo japonês defende que as ilhas são parte inerente de seu território, em termos de história e direito internacional.

As informações são da rede NHK.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta