Política

China adverte premiê do Japão a não visitar Santuário Yasukuni

A China disse que a China se opõem firmemente as visitas de líderes japoneses ao santuário, independente da ocasião.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A porta voz da chancelaria da China, Hua Chunying, declarou a imprensa nesta quarta-feira (09) que o Japão vai sofrer consequências se o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, visitar o Santuário Yasukuni neste mês.

 

Parlamentares japoneses no Santuário Yasukuni em 2012. A visita causou protestos por parte da Coreia do Sul e da China (Foto: AFLO)

Parlamentares japoneses no Santuário Yasukuni em 2012. A visita causou protestos por parte da Coreia do Sul e da China (Foto: AFLO)

 

Chunying disse que a China se opõem firmemente as visitas de líderes japoneses ao santuário, independente da ocasião.

A porta voz disse que o Japão deve ter compreensão clara de irá enfrentar consequências mais graves se novas “provocações” forem realizadas através do santuário, que para o governo chinês é símbolo do militarismo japonês.

A declaração chinesa ocorreu após o assessor especial do Gabinete do Japão, Isao Iijima, expressar esperança ,durante um discurso em Osaka na segunda-feira (07), que Abe visite o Santuário Yasukuni durante o festival de outono no dia 17 de outubro.

O santuário é uma homenagem aos mortos em guerra do Japão, incluindo líderes políticos e militares condenados por crimes de guerra em um tribunal militar internacional após a Segunda Guerra Mundial.

No aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial em agosto passado Abe não visitou Yasukuni, como forma de evitar maior atrito com países vizinhos.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta