Política

Japão vai assinar declaração da ONU contra armas nucleares

Kishida disse que o Japão, único país a ter sofrido bombardeios atômicos, conhece a “miséria causada por armas nucleares”.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Fumio Kishida, chanceler japonês (Foto: AFLO)

Fumio Kishida, chanceler japonês (Foto: AFLO)

O ministro das Relações Exteriores do Japão, Fumio Kishida,  disse nesta sexta-feira que o país vai assinar uma declaração conjunta da Organização das Nações Unidas (ONU) que pede  a proibição do uso de armas nucleares.

Nova Zelândia, Suíça e outros 14 países estão liderando os esforços para a reunião da Primeira Comissão da Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque, para lançar a declaração possivelmente no final da próxima semana.

Kishida disse que o Japão, único país a ter sofrido bombardeios atômicos, conhece a “miséria causada por armas nucleares”.

O chanceler acrescentou que a responsabilidade moral é do Japão para que os esforços continuem para realizar um mundo sem essas armas.

Em abril, o governo japonês se recusou a assinar uma declaração semelhante apresentada em uma reunião preparatória em Genebra para revisão do Tratado de Não-Proliferação Nuclear de 2015 . O governo disse que a declaração continha uma expressão que iria contra a política de segurança do Japão.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta