Política

Caroline Kennedy visita local que abrigará base aérea dos EUA em Okinawa

Kennedy não fez nenhum comentário sobre o plano de realocação da Base Aérea de Futenma.

Do Mundo-Nipo com Agência Kyodo

Caroline Kennedy em Okinawa (Foto: Kyodo)

Kennedy não fez nenhum comentário sobre o referido plano durante sua visita a Okinawa (Foto: Kyodo)

A embaixadora dos Estados Unidos para o Japão, Caroline Kennedy, realizou, nesta quinta-feira (13), uma inspeção de campo no local onde será realocada uma base aérea dos Fuzileiros Navais dos EUA, na cidade de Nago, encerrando assim a visita de três dias a Okinawa, no sul do Japão, informou a emissora pública ‘NHK’.

Kennedy visitou a base denominada Camp Schwab, localizada no distrito de Henoko, na cidade de Nago. Segundo um acordo entre os governos dos EUA e Japão, áreas na costa de Henoko serão aterradas para que se construam pistas de pouso e decolagem, na qual servirão como local de realocação da Base Aérea de Futenma, dos Fuzileiros Navais dos Estados Unidos, atualmente em funcionamento na cidade de Ginowan, também na província de Okinawa, detalhou a ‘NHK’.

Somente depois de uma extensa caminhada ao longo da costa de Henoko, a embaixadora chegou ao local das novas instalações da base aérea, onde um oficial americano lhe explicou sobre plano de realocação.

Durante os três dias de visita, Kennedy não fez nenhum comentário sobre o referido plano. Contudo, na quarta-feira (12), ela disse ao prefeito de Nago, Susumu Inamine, que planeja retornar à província muitas outras vezes para que possa aprender mais sobre o local.

Antes de sua ida a Nago, a embaixadora esteve na residência oficial do cônsul-geral dos EUA, situada na cidade de Ginowan. A moradia está localizada no topo de uma colina, possuindo uma ampla vista para a base de Futenma, que se encontra no centro de uma área densamente povoada, de acordo com a NHK

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe um comentário