Política

Governo do Japão pede aos seus cidadãos que deixem o Egito

A chancelaria disse que a segurança no Egito poderá se deteriorar ainda mais e teme pela segurança dos japoneses no país.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão pediu em comunicado para que seus cidadãos não viajem ao Egito e fez um apelo para aqueles que se encontram nesse país o deixem assim que possível, informou a rede NHK neste domingo.

 

Confrontos no Egito (Imagem: AFP/JUI / Reprodução)

Mais de 800 pessoas morreram desde a última quarta-feira em conflitos entre apoiadores do presidente deposto Mohamed Morsi e as forças de segurança (Imagem: AFP/JUI / Reprodução)

 

O ministério já vinha advertindo para que os japoneses adiassem viagens ao Egito, independente do motivo que fosse.

Em comunicado, a chancelaria disse que as condições de segurança no Egito poderão se deteriorar ainda mais e teme pela segurança dos cidadãos japoneses que se encontram no país, onde mais de 800 pessoas morreram desde a última quarta-feira em conflitos entre apoiadores do presidente islamista deposto Mohamed Morsi e as forças de segurança.

A recomendação acontece após o governo interino egípcio ter informado que os confrontos de sábado (17) entre a polícia e os partidários do presidente deposto Mohamed Morsi deixaram 79 mortos. Com a nova cifra, o número total de mortos em quatro dias de violência no país sobe para 888.

Os confrontos começaram na quarta-feira (14), quando forças de segurança com veículos blindados desmantelaram acampamentos dos partidários da Irmandade Muçulmana no Cairo. O conflito durou cerca de 12 horas e desatou a violência em todo o país.

Morsi foi deposto do poder pelo militares no dia 3 de julho depois que milhares de pessoas foram às ruas para exigir sua renúncia.

 

Para saber mais sobre Política, clique em mundo-nipo.com/politica. Siga também o Mundo-Nipo no Twitter e Facebook.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta