Política

Shinzo Abe visita memorial do Holocausto e reafirma compromisso pacífico do Japão

Abe fez um discurso no memorial Yad Vashem, em Jerusalém, dedicado às vítimas do Holocausto.

Do Mundo-Nipo

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, visitou nesta segunda-feira (19) o memorial Yad Vashem em Jerusalém, dedicado às vítimas do Holocausto. Durante sua visita, Abe reafirmou o compromisso de seu país com a paz e estabilidade mundial, de forma a evitar que tragédias como o Holocausto jamais se repitam.

Shinzo Abe faz discurso no Memorial do Holocausto, em Jerusalém (Imagem: Reprodução/NHK)

Shinzo Abe fez um discurso no memorial e lembrou que o ano de 2015 marca o 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial e a libertação de Auschwitz (Imagem: Reprodução/NHK)

Abe fez um discurso no memorial Yad Vashem após um tour de cerca de uma hora pelo local. O memorial, que é dedicado a registrar e relembrar as vítimas do Holocausto, exibe documentos, fotografias e relatos dos sobreviventes.

“Visitei a casa de Anne Frank em Amsterdã em março do ano passado. Chego diante de vocês totalmente determinado, nunca mais o Holocausto”, declarou Abe em japonês e em hebraico após sua visita ao memorial.

“Lembramos neste ano o 70º aniversário do fim da Segunda Guerra Mundial e a libertação de Auschwitz. Comprometo-me a não voltar a permitir que tragédias como essa se reproduzam”, declarou, palavras que também escreveu no livro de honra do memorial.

“O Japão está determinado a contribuir de forma ainda mais ativa para a paz e a estabilidade do mundo”, reafirmou.

O primeiro-ministro, que viajava sob forte proteção, reavivou a chama eterna e depositou flores na sala da memória, uma imponente e sombria construção de cimento e basalto em cujo solo aparecem os nomes dos campos de extermínio nazistas.

O presidente se dirigiu posteriormente à árvore plantada em memória de Chiune Sempo Sugihara, único “justo entre as Nações” japonês, segundo o Yad Vashem, a instituição israelense criada para honrar as vítimas do Holocausto.

A visita de Abe à Israel é a primeira de um chefe de governo japonês em nove anos e faz parte de um giro ao Oriente Médio, que conclui com Israel e os Territórios Palestinos após visitas ao Egito e à Jordânia. O retorno ao Japão do líder da terceira economia mundial está programado para a próxima quinta-feira, conforme anúncio do Escritório do Gabinete Japonês no início deste mês.

(Com informações das Agências France Presse e Kyodo)

*Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta