Política

Premiê do Japão decidirá sozinho se vai visitar Santuário Yasukuni, diz porta-voz

A China e a Coreia do Sul se opõem fortemente as visitas de ministros japoneses ao santuário, que consideram um símbolo militarista do Japão.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, vai decidir “a partir de uma perspectiva mais ampla” se visitará o Santuário Yasukuni até o final do ano, disse o principal porta-voz do governo japonês nesta segunda-feira (21).

 

Parlamentares japoneses no Santuário Yasukuni em 2012. A visita causou protestos por parte da Coreia do Sul e da China (Foto: AFLO)

Parlamentares japoneses no Santuário Yasukuni em 2012. A visita causou protestos por parte da Coreia do Sul e da China (Foto: AFLO)

 

“O próprio primeiro-ministro vai decidir (se visitará) a partir de uma perspectiva ampla. Isso diz tudo”, disse o chefe de Gabinete Yoshihide Suga em uma conferência de imprensa, sem dar maiores detalhes.

“O primeiro-ministro disse que lamenta não ter visitado o santuário durante seu primeiro mandato (entre 2006 e 2007)”, disse Suga.

No dia anterior, um assessor especial do premiê japonês declarou que Abe deve fazer uma visita ao  santuário até o final de dezembro.

A China e a Coreia do Sul se opõem fortemente as visitas de ministros japoneses ao santuário, que consideram um símbolo militarista do Japão.

O primeiro-ministro japonês decidiu não visitar o lugar durante o festival de outono para não piorar as relações com os governos chinês e sul-coreano.

O Santuário Yasukuni homenageia mortos em guerra, incluindo criminosos Classe-A.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta