Política

Kim Jong Un ordenou execução de nove artistas para proteger esposa

A esposa de Kim, Ri Sol Ju, foi um cantora com a Orquestra Unhasu, antes de se casar em junho de 2012.

Do Mundo-Nipo

O líder norte-coreano, Kim Jong Un, mandou executar nove artistas de um grupo de música aparentemente em uma tentativa de proteger sua esposa de um escândalo, informou um funcionário de alto escalão do governo da Coreia do Norte que desertou recentemente.

 

Ri Sol Ju e Kim Jong UN (Foto: Korea News Service)

Kim Jong Un participa de um evento com sua esposa Ri Sol Ju para comemorar o 60 º aniversário do armistício da Guerra da Coreia (Foto: Korea News Service)

 

A esposa de Kim, Ri Sol Ju, foi um cantora com a Orquestra Unhasu, antes de se casar em junho de 2012.

O escândalo envolvendo Ri Sol Ju, membros da orquestra e do Art Troupe Wangjaesan, diz respeito a uma suspeita de produção e venda vídeos pornográficos que são proibidos no país.

Funcionários do Ministério da Segurança da Coreia do Norte grampearam conversas entre nove pessoas e captaram “frases suspeitas”.

Kim ficou preocupado que os rumores sobre sua esposa pudesse se espalhar. No dia 17 de agosto, os nove foram presos. Três dias depois, eles foram executados por um pelotão de fuzilamento em um campo de treinamento da Academia Militar Gon Kang, nos arredores de Pyongyang.

Os membros da família dos nove indivíduos foram enviados a campos de prisioneiros políticos e os dois grupos de música foram desmanteladas .

As informações são do Asahi Shimbun.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe um comentário