Política

Governador de Tóquio se encontra com presidente da Coreia do Sul

A presidente Park disse que o primeiro passo para uma relação amistosa é resolver questões relacionadas à história.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

O governador de Tóquio, Yoichi Masuzoe, se encontrou com a presidente sul-coreana, Park Geun-hye, no gabinete presidencial em Seul, nesta sexta-feira (25). Segundo a emissora pública NHK, o governador transmitiu a líder sul-coreana uma mensagem do premiê japonês Shinzo Abe, na qual ele expressa esperanças por melhores relações entre o Japão e a Coreia do Sul.

 

Yoichi Masuzoe se encontra com Park Geun-hye em Seul (Imagem: Reprodução/NHK)

A presidente Park disse que o primeiro passo para uma relação amistosa é resolver questões relacionadas à história (Imagem: Reprodução/NHK)

 

Primeiramente, o governador expressou suas condolências pelas vidas perdidas no naufrágio da balsa de passageiros Sewol, ocorrido em abril passado.

Park citou que é lamentável que as dificuldades políticas estejam distanciando os povos dos dois países, e apelou ao governador que ajudasse a promover uma visão correta da história de forma que ambas as partes possam compartilhar para reforçar os laços bilaterais.

Quanto a questão das mulheres sul-coreanas que foram forçadas por militares japoneses a trabalhar como escravas sexuais durante a Segunda Guerra Mundial, Park disse que isso implica em assuntos de direitos humanos, enfatizando seu desejo de que tal questão seja tratada com franqueza.

Na coletiva de imprensa após o encontro, Masuzoe disse que apresentará um relatório sobre ao premiê japonês, no qual o governador adiantou que a presidente sul-coreana acredita que o primeiro passo rumo à construção de uma relação amistosa é resolver as questões relacionadas à história a assim melhorar as relações entre os dois países.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta