Política

China confirma vôos de bombardeiros dos EUA em sua nova zona de defesa aérea

A China informou nesta quarta-feira (27) que foi capaz de monitorar e imediatamente identificar os dois bombardeiros B-52.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A China informou nesta quarta-feira (27) que foi capaz de monitorar e imediatamente identificar os dois bombardeiros B-52 dos Estados Unidos que voaram em sua nova área de identificação de defesa aérea, perto de ilhas disputadas com o Japão.

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos informou nesta terça-feira (26) que dois de seus aviões bombardeiros voaram através  da zona de identificação aérea chinesa sem aviso prévio.

O porta-voz norte-americano Steven Warren declarou que os bombardeiros decolaram do território dos EUA no Pacífico de Guam e voaram perto das Ilhas Senkaku, no Mar da China Oriental, na terça-feira.

Warren disse que não sabe como a China poderia ter reagido à ação dos militares dos EUA.

A força aérea chinesa identificou os dois bombardeiros americanos voando por volta das 11h até às 13h22, cerca de 200 km do arquipélago disputado entre Tóquio e Pequim.

Geng Yansheng, porta-voz do ministério chinês, disse no comunicado que a China continuará a identificar todas as aeronaves voando na zona, de acordo com regras que lançou no último sábado (23).

O Ministério da Defesa da China informou no sábado que medidas de emergência, inclusive o uso da força, serão tomadas se alguma aeronave voar na zona sem seguir as instruções chinesas.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta