Política

Coreia do Sul cancela reunião com Japão após visita de premiê ao Santuário Yasukuni

A Coreia do Sul considera o santuário um símbolo do militarismo japonês e da opressão exercida pelo Império do Japão no século XX.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Shinzo Abe em visita ao Santuário Yasukuni (Foto: Kyodo)

Shinzo Abe em visita ao Santuário Yasukuni (Foto: Kyodo)

A Coreia do Sul cancelou neste domingo reuniões previstas com o Japão, após a visita do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, ao Santuário Yasukuni esta semana.

O Ministério da Defesa do Japão informou neste domingo que  decidiu cancelar reuniões propostas pelo governo japonês para assinatura de um memorando de entendimento militar, a fim de trocar informações de defesa entre os dois países.

Os funcionários do ministério deveriam ir ao Japão na primeira metade do próximo ano, mas a visita do premiê japonês ao Santuário Yasukuni, que homenageia criminosos de guerra, causou fortes protestos sul-coreanos.

A Coreia do Sul considera o santuário um símbolo do militarismo japonês e da opressão exercida pelo Império do Japão no século XX.

As informações são da agência EFE.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta