Sociedade

Mais de 70% dos que deixaram Fukushima não querem retornar, diz pesquisa

A pesquisa conduzida pela emissora pública NHK revelou que o receio da radiação é o principal motivo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Japaneses deixando Fukushima (Foto: Reprodução/The Guardian)

A pesquisa revelou ainda que 129 famílias vivem em locais separados (Foto: Reprodução/The Guardian)

Uma pesquisa conduzida pela emissora pública NHK revelou que mais de 70% das pessoas que saíram voluntariamente da província de Fukushima não tem intenção de retornar. Segundo eles, o receio da radiação é o principal motivo e, por bem, planejam viver fora da província.

A NHK realizou o estudo em antecipação ao terceiro aniversário do acidente no complexo nuclear Fukushima Daiichi.

Depois da tragédia ocorrida em 11 de março de 2011, no mínimo, 25 mil pessoas que viviam fora das zonas de evacuação designadas pelo governo do Japão deixaram a província por conta própria, detalhou a NHK, que entrevistou um total de 307 dessas pessoas.

Os resultados mostraram que 74% dos entrevistados planejam permanecer onde estão residindo ou procurar um novo local para se estabilizar. Algumas dessas pessoas retornaram a Fukushima em um determinado momento, mas decidiram deixar o local novamente.

A pesquisa revelou ainda que 129 famílias vivem em locais separados. Segundo eles, os maridos ainda permanecem em Fukushima por causa do trabalho enquanto esposas e filhos residem em outras províncias.

Ainda de acordo com a pesquisa, 37% dos casais que residem em locais diferentes disseram que os laços familiares deterioram.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta