Natureza Sociedade

Cidade em Hokkaido caça urso que já matou uma pessoa e atacou dezenas

Autoridades de Hokkaido mobilizaram uma equipe com cerca de 20 caçadores para capturar um urso pardo de 2 metros.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

Autoridades de uma cidade em Hokkaido, ilha no extremo norte do Japão, estão à caça de um urso pardo perigoso que tem atacado repetidamente os humanos.

Segundo a imprensa local, o mais recente ataque aconteceu na última segunda-feira. O urso, de aproximadamente dois metros de altura, atacou uma mulher de 40 anos em uma montanha perto da cidade de Senata, no sudoeste de Hokkaido.

A polícia disse que a vítima foi atacada enquanto colhia plantas silvestres na montanha. Segundo testemunhas, ela foi subitamente derrubada por trás pelo urso, sofrendo ferimentos graves nos braços e ombros. O urso só não a matou porque o homem que a acompanhava contra-atacou com um machado, resultando na fuga do animal.

Uma amostra de sangue do animal foi colhida para testes de DNA e comparada com a do sangue de um urso que matou uma mulher de 50 anos há cerca de um ano, nas mesmas proximidades deste último ataque. Os resultados comprovaram tratar-se do mesmo urso. Há dezenas de relatos anteriores de ataques de ursos nas proximidades, dos quais autoridades supõem que tenham sido do mesmo urso pardo.

Na quarta-feira (9), a prefeitura de Hokkaido e a cidade de Setana então mobilizou uma equipe especializada com cerca de 20 caçadores, bem como um helicóptero para capturar o animal que ainda não foi localizado.

A equipe, no entanto, afirma que irá continuar com as buscas até o final desta semana. Uma extensa área no entorno do local onde aconteceu o último ataque está sendo vigiada. Autoridades alertam para que as pessoas evitem o local até o urso ser encontrado.

O urso em questão trata-se da espécie chamada de urso pardo Ussuri (urso pardo preto), mais conhecida por urso Sankebetsu, uma subespécie que creditada ser o ancestral do urso pardo norte-americano. Ele vive especialmente em ilhas no nordeste da China, na Ilha de Hokkaido, no extremo norte do Japão, e na Ilha Kunashiri, península coreana.

 

Primeiros registros de ataques de urso pardo em Hokkaido

Em Hokkaido, durante os primeiros 57 anos do século XX, 141 pessoas morreram de ataques de ursos, e outras 300 ficaram gravemente feridas.

O incidente com um urso marrom, que ocorreu em dezembro 1915 em Sankei, no distrito Sankebetsu, na costa ocidental de Hokkaido, foi o pior ataque de urso na história japonesa, resultando na morte de sete pessoas e ferindo outras três.

O autor do ataque foi um urso pardo de 380 kg e 2,7 metros de altura, que por duas vezes atacou o vilarejo. O segundo ataque aconteceu na noite seguinte, durante o velório das vítimas anteriores.

O incidente em Sankebetsu é frequentemente referido como o pior ataque de urso de todos os tempos no Japão, e acredita-se ser o responsável pela percepção japonesa de que ursos são “devoradores de homens”.

(Do Mundo-Nipo com informações da emissora pública NHK e jornal The Yomiuri Shimbun)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta