Sociedade

Nova ministra da justiça quer punições mais severas para crimes sexuais no Japão

Midori Matsushima disse que esse é um dos principais objetivos durante o seu mandato.

Do Mundo-Nipo

Ministra Midori Matsushima (Foto: Sayaka Yamaguchi/AJW)

A ministra Matsushima disse que a pena para estupro é mais leve do que a de assaltos (Foto: Sayaka Yamaguchi/AJW)

A nova ministra japonesa da Justiça, Midori Matsushima, prometeu punições mais duras para crimes sexuais, no que ela considera como um dos objetivos mais importantes durante o seu mandato.

Notando que a pena estipulada para crimes de lesão corporal grave ou morte em consequência de estupro é mais leve do que os mesmos crimes ocorridos em assalto, Matsushima disse que “a disparidade atual é absolutamente injusta e que ela não vê justiça na mesma”.

“Eu não sei quanto tempo o meu mandato vai durar, mas, pelo menos, quero estabeler um caminho para resolver este problema”, disse Matsushima neste fim de semana em uma entrevista coletiva no Clube dos Correspondentes Estrangeiros do Japão, em Tóquio.

Nos termos atuais do Código Penal Japonês, o estupro causando morte ou lesão corporal é punível com cinco anos de prisão, enquanto a pena para assalto com as mesmas consequências é de pelo menos seis anos de detenção.

Como uma das cinco mulheres no cargo de ministras do recém-reformulado gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe, a dirigente parlamentar do Partido Liberal Democrata também disse que vai fazer o seu melhor para proteger os direitos das mulheres no país.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta