Sociedade

Japão executa dois réus condenados à pena de morte

O Japão e EUA são os único países industrializados e democráticos que ainda aplicam a pena de morte.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O Ministério de Justiça do Japão divulgou nesta sexta-feira (29) que mandou executar dois reús condenados à pena de morte por crimes hediondos, no que representa a terceira aplicação da pena de morte neste ano e a décima primeira desde que o Partido Liberal-Democrata (PLD) chegou ao governo no final de 2012.

Um dos executados, Mitsuhiro Kobayashi, de 56 anos, foi condenado por ser o responsável pela morte de cinco pessoas durante um assalto em uma agência bancária, em Aomori, no nordeste do país, em 2001 – o réu incendiou o local com gasolina.

O outro condenado, o ex-mafioso Tsutomu Takamizawa, de 59 anos, recebeu a pena de morte por assassinar a tiros três integrantes de um grupo rival, em Gunma, no leste do país, entre 2001 e 2005, relatou o ministério.

Enquanto isso, outros 125 condenados esperam no “corredor da morte” a vez de ter a pena cumprida que, no Japão, é através de forca.

O Japão, que junto com os Estados Unidos, é o único país industrializado e democrático que ainda aplica a pena de morte, executa os condenados na forca em total segredo, sem aviso prévio aos réus e sem testemunhas.

Outros presos executados no Japão pelo atual governo

2013
21 de fevereiro
• Kaoru Kobayashi, 44 anos – Foi condenado à morte por ter assassinado uma menina de 6 anos em Nara, em 2004. Ele violentou a vítima, afogou-a em uma banheira e abandonou o corpo em uma estrada.

• Masahiro Kanagawa, 29 anos – Matou um homem e feriu outras sete pessoas a facadas em uma estação de trem em Tsuchiura (Ibaraki), em março de 2008. Quatro dias antes, ele tinha assassinado um idoso de 72 anos, na mesma cidade.

• Keiki Kano, 62 anos – Matou a proprietária de um bar de 61 anos em Nagoia, em março de 2002, por asfixia. Antes disso, ele já tinha cumprido pena de 15 anos por um caso de latrocínio (roubo seguido de morte).

26 de abril
• Katsuji Hamasaki, 64 anos, e Yohihide Miyagi, 56 anos – Ex-membros de uma facção mafiosa, eles foram condenados à morte depois de matar a tiros dois homens de um outro grupo criminoso, por motivos financeiros, em um restaurante de Ichihara (Chiba), em abril de 2005.

12 de setembro
• Tokuhisa Kumagai, 73 anos – Matou a tiros o dono de um restaurante no bairro chinês de Yokohama (Kanagawa) e roubou 430 mil ienes, em 2004. Além disso, ele feriu uma pessoa a tiros na estação de Shibuya (Tóquio) durante um assalto.

12 de dezembro
• Mitsuo Fujishima, 55 anos – Foi condenado por matar a tia da ex-mulher por afogamento em uma banheira, em Yamanashi, em 1986. Em seguida, ele assassinou um homem de 26 anos na época.

• Ryoji Kagayama, 63 anos – Matou duas pessoas em Osaka com a intenção de roubo: uma mulher de 24 anos (na época) em julho de 2000 e um homem de 30 anos em fevereiro de 2008.

2014
26 de junho
• Masanori Kawazaki, 68 anos – Foi condenado à morte por assassinar a facadas, em 2007, a cunhada e duas netas dela (de 3 e 5 anos), em Sakaide (Kagawa). Os corpos foram encontrados enterrados em um terreno baldio.

Fontes: NHK News | Agência Kyodo)

Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta