Sociedade

“Queria matar alguém para ver como era”, diz jovem que decapitou a colega de classe

A jovem de 16 anos matou e desmembrou parcialmente o corpo da colega de 15 anos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Do Mundo-Nipo

A jovem do ensino médio, de 16 anos, que foi presa no último domingo pelo terrível assassinato de sua colega de classe na cidade de Sasebo, em Nagasaki, disse à polícia que seu objetivo era apenas o de “matar alguém ver como era”, conforme noticiou a emissora pública ‘NHK’.

 

Aiwa Matsuo (Imagem: Reprodução/YouTube/ANN TV)

Aiwa Matsuo (Imagem: Reprodução/YouTube/ANN TV)

 

A jovem, cujo nome não foi divulgado por tratar-se de uma menor, foi enviada ao Ministério Público, enquanto a polícia, educadores e psicólogos tentam determinar o motivo que a levou matar Aiwa Matsuo, de 15 anos.

Segundo a agência Kyodo, Matsuo tinha saído de casa no último sábado, alegando que ia se encontrar com uma colega. A família então procurou a Polícia quando a jovem não retornou para casa à noite.

No domingo (27), a polícia encontrou no apartamento da acusada, que desde abril residia por sozinha, o corpo de Matsuo parcialmente desmembrado. A jovem criminosa decapitou e cortou a mão esquerda da colega.

Matsuo foi encontrada estendida sobre uma cama. Perto do local estavam os acessórios que foram usados para espancar e desmembrar o corpo da vítima.

Ao ser presa, a menor confessou o crime e assegurou que agiu por sua conta e que não teve influência de ninguém, conforme relatou a polícia.

Funcionários da escola em que as duas meninas estudavam estavam em estado de choque e afirmaram que não havia indicação de qualquer problema entre as duas, informou a NHK.

Ao ser presa, a menor confessou o crime e assegurou que agiu por sua conta e que não teve influência de ninguém, conforme relatou a polícia.

A polícia também está investigando a publicação de quatro mensagens anônimas, mostrando algumas imagens do que supostamente pode ser da jovem assassinada. As mensagens foram publicadas na noite do crime.

 

Investigadores entrando no apartamento da jovem homicida no dia 27 de julho (Foto: Kyodo)

Investigadores da polícia de Sasebo entrando no apartamento da jovem homicida no dia 27 de julho (Foto: Kyodo)

 

O caso  chocou a opinião pública e ganhou notoriedade internacional, sendo motivo de manchetes em todo o mundo, principalmente entre a mídia japonesa. Isso porque, além do crime bárbaro, envolve duas adolescentes, o que é motivo de grande preocupação porque não é o primeiro caso do tipo no Japão que, desde os anos 90, tem visto aumentar os assassinatos cometidos por menores de idade.

Debate
A garota presa vivia sozinha em um apartamento desde abril passado. O pai dela, que vive na mesma cidade, se casou novamente neste ano após a morte da mulher no ano passado.

O fato teria revoltado a garota, que decidiu morar sozinha. O lugar onde vivia estava alugado em nome do pai. Um crime poderia ter sido evitado caso a garota não vivesse tão isolada e solitária, dizem acreditar os especialistas ouvidos pela BBC News.

(Com informações da NHK News/Agência Kyodo/BBC News)

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta