Notícias Tecnologia

O papel dos videogames retrô no mundo gamer

©Yorkshire

Fliperamas com jogos arcade e consoles como Megnavox Odyssey, Atari, Mega Drive, NES, entre outros, são os pioneiros dos games.

A história dos videogames começa em 1972, o primeiro passo foi dado pela empresa Magnavox, um subsidiário da Philips, com o lançamento do console Megnavox Odyssey, que tinha como grande salto tecnológico a conexão entre o console e a televisão. Apesar das suas limitações — os jogos eram em preto e branco e não tinham som — foram vendidas 350 mil unidades dessa grande novidade.

Se o Megnavox Odyssey deu o primeiro passo, foi o Atari 2600, lançado em 1976, que correu o mundo e tornou o videogame um sucesso global. No seu catálogo de êxitos estão clássicos dos videogames como Pitfall!AsteroidsMissile CommandSpace Invaders e Pac-Man. Esse último um verdadeiro marco na história dos videogames, pois além das mais de 7 milhões de cópias vendidas, tornou-se um símbolo da cultura pop no mundo todo.

Apesar do sucesso do Atari 2600, a empresa sofreu dificuldades financeiras muito sérias e abriu espaço para a concorrência. A nova meca do videogame iria para o outro lado do mundo, seria no Japão que a indústria recuperaria o seu esplendor. A Nintendo foi a empresa japonesa que tomou a liderança do mercado.

Em 1983 veio o lançamento que mudaria para sempre a história do videogame, o NES (Nintendo Entertainment System), um console de 8 bits. As novidades desse modelo eram tantas e tão fundamentais que transformaram profundamente o mercado. Em primeiro lugar, existia uma crise no segmento dos videogames e o NES foi o fator que aliviou essa baixa no setor.

NES foi líder no mercado de games ao longo de uma década | ©Depositphotos

Além dos fatos descritos acima, o console também podia ser produzido por terceiros, característica que ajudou a popularizar o sistema, além de ser um dos primeiros consoles a aceitar jogos feitos por estúdios independentes, e não apenas jogos produzidos pela Nintendo, algo que despertou um novo segmento de mercado. O NES foi revolucionário e líder de mercado por quase uma década inteira.

Games de sucessos antigos são atualizados

Mas o legado tecnológico não é tudo, uma vez que o NES também conta uma lista repleta  de sucessos que seguem sendo revisitados até hoje, tal como Super Mario Bros.Super Mario Bros. 3The Legend of Zelda, Donkey KongMetroidFinal Fantasy, Mike Tyson’s Punch-Out!!Ninja Gaiden II e Contra.

Era dos consoles de 16 bits

Tentando afrontar a liderança da Nintendo, a SEGA, outra empresa japonesa especializada em videogames, decidiu ir além dos 8 bits e lançou o Mega Drive, um console de 16 bits e com um extenso catálogo de jogos, entre eles SonicSonic the Hedgehog 2Alex Kidd in The Enchanted CastleSuper Street Fighter II: The New ChallengersCastle of Illusion: Starring Mickey MouseContra: Hard CorpsDisney’s AladdinGolden Axe IIMega BombermanShinobi III: Return of the Ninja MasterRoad Rash 3, entre outros.

A lista é grande e os sucessos foram muitos, porém, a Nintendo não ficou parada e também avançou no terreno dos 16 bits com um dos consoles mais renomados de todos os tempos: o Super NES. A batalha entre Sonic e Mario é um capítulo a parte na história do videogame. Se por um lado a SEGA oferecia um catálogo extenso de bons jogos, a Nintendo tinham uma lista reduzida, porém, com melhores gráficos.

Videogames de 32 bits e 64 bits

A luta entre as duas gigantes terminou junto com a era dos jogos de 16 bits. A SEGA apostou no lançamento do Saturn, um console de 32 bits, e a Nintendo revolucionou com o N64, popularmente conhecido como Nintendo 64, que como o nome diz é um console de 64 bits. 

Revolução dos games com a chegada do PlayStation

No entanto, foi o nascimento de um novo concorrente que mudou o jogo: a Sony, outra empresa japonesa, entrou no mercado com o PlayStation, o primeiro console a ler CD’s. O mais curioso dessa história é que o leitor de CD foi produzido pela Sony para a Nintendo, porém, a parceria não foi adiante e os produtores convenceram a empresa a criar um departamento dedicado ao videogame, e dessa forma nasceu a Sony Computer Entertainment.

O PlayStation é o console mais vendido no mundo | ©Stockvault

Com a chegada do PlayStation, tudo mudou. A liderança do mercado ficou nas mãos da Sony e os consoles mais vendidos da história também. O PlayStation 2 registrou mais de 150 milhões de unidades vendidas em todo o mundo e o PlayStation mais de 100 milhões. Enquanto a Sony acertou a fórmula de sucesso, a Nintendo perdeu tração com o GameCube e Wii, que conquistaram alguns fãs, mas não o suficiente para botar a gigante na briga pelo topo. Quem entrou nesse mercado e atualmente rivaliza com a Sony é a Microsoft com seu console Xbox.

Evolução do Xbox 360 ao longo de 15 anos | ©Digit

O mundo dos videogames se inspira no passado para construir o futuro. Assim como o Mario ganha uma nova aventura em cada nova geração de console, os jogos originais também foram incorporados ao mundo digital e ganharam destaque nos catálogos.

Enquanto se adaptam ao mundo online, os jogos tradicionais não perdem a sua essência e mantêm elementos tradicionais. Por exemplo, as famosas slots machines não só chegaram e conquistaram o seu espaço online em plataformas especializadas de cassino como novos designs e mecânicas, porém, não perderam suas características mais clássicas como os símbolos mais típicos e remanescentes dos primeiros modelos como frutas, diamantes e o número 7.

Jogos arcade

Outro exemplo são os jogos arcade que nasceram nas máquinas dos fliperamas e migraram para o mundo digital, nesse caminho foram remasterizados e ganharam uma nova chance para alcançar o sucesso em diferentes plataformas, em especial, os smartphones.

Era de games no Smartphone

O mundo gamer nasceu nos consoles e no PC, porém, os smartphones entraram forte nesse mercado e atualmente ocupam a primeira posição, segundo a 8.ª edição da Pesquisa Game Brasil, quando o assunto é a plataforma favorita para jogar dos brasileiros.

Evolução não para

Assim como no passado, quando o grande movimento era a superação dos bits, o mercado dos videogames continua a evoluir na esteira da tecnologia. Esse mercado nunca foi tão rentável e nunca teve tantas plataformas e concorrentes buscando seu lugar ao sol. Quem ganha com tanta oferta são os jogadores, que contam com grande variedade e alta qualidade.

A evolução dos games | ©Unsplash