Games

Sony volta a liderar vendas globais de consoles

A fabricante japonesa lidera o mercado de consoles pela primeira vez em oito anos.

Do Mundo-Nipo

A Sony voltou a liderar as vendas globais de consoles pela primeira vez em oito anos, superando a rival Nintendo em número de vendas no ano fiscal de 2013 terminado em março, informou o jornal financeiro ‘Nikkei’.

 

Consoles da Sony (Imagem: Reprodução/Edição MN)

A Sony terminou o ano fiscal com mais de 18 milhões de consoles vendidos (Imagem: Reprodução/Edição MN)

 

De acordo com o jornal japonês, a Sony Computer Entertainment (SCE) vendeu 18,7 milhões de consoles no exercício de 2013. Os números incluem as vendas de todas as versões dos PlayStation, bem como outros consoles de jogos da fabricante japonesa.

Já a rival Nintendo experimentou um segundo lugar, com 16,31 milhões de console vendidos no mesmo período.

O bom desempenho da Sony foi impulsionado pelo lançamento do PS4 nos Estados Unidos e em outros mercados globais em novembro. Isso depois de amargar uma demanda decepcionante no ano fiscal anterior com o lançamento do console antecessor, o PS3.

Foram vendidos quase sete milhões de PS4, mas ainda assim as vendas globais de consoles da companhia, incluindo o portátil PS Vita, caíram 20% em relação ao exercício anterior.

A Nintendo também sofreu retração nas vendas de consoles, registrando queda de 31% no exercício de 2013. Segundo o Nikkei, a demanda pelo 3DS não conseguiu suprir o péssimo desempenho do Wii U.

A última vez que a Sony esteve no topo das vendas foi no ano fiscal de 2006, conforme a companhia lutava contra os ‘Wii’ e ‘DS’. Entretanto, estima-se que a Sony continue no topo durante o resto o ano fiscal vigente, isto porque a Nintendo não tem lançamentos anunciados para 2014.

No que se refere à Microsoft, as vendas de seus consoles subiram 16%, para 11,6 milhões de unidades, graças ao lançamento da Xbox One no final de 2013.

 


Mundo-Nipo. Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita do Mundo-Nipo.com. Para maiores esclarecimentos, leia a Restrição de uso.

Deixe uma resposta